Royal Crescent

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Rhiannon Hefaidd em Sex 18 Set 2015 - 1:32

Conforme o vampiro se aproximava, Rhiannon notou a áurea dele mais escura e densa do que o normal, o que fazia parecer mais perigoso, porém não desviou o seu olhar dele.

Quando Noah falou, ela percebeu que complicara sua situação, que ele não era um aliado e que a partir daquele momento ficaria atento a ela, mesmo que a ideia de vigia-la por tanto tempo não o agradece, o que ele acabara dizer não era mentira, ela o enxergava como uma babá ou algo do gênero. 

Quando ele sorriu a jovem sentiu um calafrio percorrer seu corpo fragilizado pelo contato constante com vampiros, suas pernas ameaçavam ceder, mas antes que ela pudesse procurar um apoio já se encontrava suspensa no ar, não viu como aconteceu, quando se deu conta que ele a segurava pelo pescoço a raiva tomou conta dela, sentia se indignada, não acreditava que ele ousava fazer isso com ela pela segunda vez. 

Rhiannon aguardou o vampiro falar, conforme ele falava, mais incrédula se sentia, sorriu irônica quando o homem que a imobilizava terminou, ele queria falar sobre paciência, qual deles tinha o direito de se dar esse luxo? 

Ele tentava amedrontá-la, mas isso não funcionaria, Rhiannon não o respeitava e não iria se submeter a ele, ela poderia ter dito tudo o que acontecera se ele não fosse rude e indiferente a sua situação, se estava presa ali a culpa era dele. 

Noah não se importava com ninguém além dele mesmo e isso somando a todo o mal que causara a ela a deixava irada, sua vontade era mata-lo. 

Quando ele chegara com a bandeja no quarto, Rhiannon viu um conjunto de talheres, olhando o com ódio e se concentrando na faca que avistou ao lado do prato mentalizou a mesma atravessando a nuca do vampiro, sua força de vontade foi tanta que a mesma teve um deslumbre do objeto se aproximando, ela não sabia mais seus olhos mudaram de cor, agora era um tom de roxo intenso e um sorriso maldoso surgiu em seus lábios. 

Se ele queria diversão, acabara de conseguir. 

Rhiannon Hefaidd
Tocados
Tocados

Mensagens : 55
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Noah Frisker em Sab 19 Set 2015 - 0:28

Enquanto a segurava pelo pescoço muitas coisas se passavam em sua cabeça, ele não estava contente com aquela situação, nem tão pouco com os caminhos que tomara, talvez Nicolau afinal estava certo é Noah sempre fora assim, sempre almejava o impossível, o vampiro original apenas realizou o desejo oculto daquele jovem que queria uma diversão a mais.

Viu os olhos da garota mudarem de cor, assim como ouviu os talhes começarem a se mexer sozinhos, um dos itens saiu voando em direção a cabeça de Noah, enquanto um sorriso se desenhava nos lábios da garota, mas antes que o acertasse ele pegou o objeto que parecia ser uma faca, entre os dedos, segurou por instantes é a soltou no chão fazendo um tilintar do metal com o piso.

― Ora, ora, ora parece que você tem mesmo alguma coisa de especial, pensei que seu único poder era ver o futuro, mas parece que tem algumas cartas na manga, bem interessantes.

Se aproximou dela rapidamente, a segurando pela cintura, é a jogando na cama macia, segundos depois se colocava por cima dela segurando suas mãos com muita facilidade impedido qualquer ação.

― Será que tem algo mais que ainda não sei ou vi? Seu sangue parece ser muito saboroso é não matei minha sede por completo está noite.  

Abrindo a blusa dela com a outra mão, desabotoando-a, deixou a mostra as peça íntima de seu busto é o pescoço que já parecia ter sido mordido por outro vampiro atraiu o olhar de Noah.

― Então você já experimentou a mordida de um vampiro? Me diga ele foi gentil ou foi cara malvado? — Ele sorria de forma pretensiosa.

Noah Frisker

Mensagens : 22
Reputação : 1
Data de inscrição : 26/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Rhiannon Hefaidd em Sab 19 Set 2015 - 1:34

Rhiannon estreitou o olhar ao ver Noah segurar o talher, contra vampiros suas habilidades pareciam irrelevantes, sentia-se impotente. Quando foi jogada contra a cama se perguntou até onde ele ousaria ir, encarando-o com raiva, se recusou a emitir qualquer som sentia-se indiferente ao que ele fazia ou falava, Rhiannon o deixaria achar que tinha algum domínio sobre ela.

Vendo seu reflexo no olhar de Noah, viu a garota ingênua que a colocara naquela situação, quem mais poderia culpar por ter ido ao encontro dele naquele noite em que fora avisada para não ir. 

Foi em meio a esses pensamentos olhando nos olhos do inimigo que percebeu o que realmente acontecia com ela, sua mente e corpo não estavam suportando os longos dias de estresse e dor, alguns dias antes responderia qualquer pergunta e não adoeceria com tanta facilidade, sentiria ser fraca e tonta, mas não ao ponto de outras partes do corpo como a sua garganta doesse de tal forma que não conseguia falar com um tom de voz normal.

Diante da descoberta, Noah se tornara seu menor problema, Nicolau precisaria escolher entre mantê-la saudável e viva ou apressa-la para conseguir encontrar o que queria, pois nem ela sabia quanto tempo se manteria respirando e lúcida. 

Sem demonstrar a preocupação que a tomou, Rhiannon decidiu desafiar o vampiro, virou o rosto para que seu pescoço ficasse exposto, sem olha-lo deixou para a ele a decisão do que aconteceria a seguir.


Rhiannon Hefaidd
Tocados
Tocados

Mensagens : 55
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Noah Frisker em Sab 19 Set 2015 - 9:47

Os olhos de Noah percorreram o corpo da garota começando do pescoço marcado, até a ponta dos pés, ela ainda parecia resistir, mais o que ela poderia fazer contra ele? Estava completamente dominada sem ninguém que pudesse salva-la se a intenção dele fosse de fato fazer isso.

A pele clara é macia dela parecia convidar o vampiro a experimentar um pouco de sua essência, com a blusa ainda aberta, Rhiannon virou ainda mais o pescoço para ele, como se tivesse se resignando a aceitar o que estava por vim, ou o desafiasse a mordê-la.

Noah colou seu corpo ao lado do dela, segurou suas mãos sobre a cabeça com apenas uma mão, sorriu travessamente é se aproximou do seu pescoço, revelou suas presas, se aproximou do pescoço dela, deu um suave beijo nos dois furos que agora não passava de antigas cicatrizes, subiu para o ouvido dela e sussurrou?

― Você não vai me dizer? Como foi ser mordida? Afinal é raro um humano ser mordido é não ser morto ou transformado... Conte sua experiência para mim, foi gentil ou deixou você apavorada se sentir impotente.

Terminou voltando ao pescoço dela deixando que suas presas arranhassem sua pele sem a rompê-la.

Noah Frisker

Mensagens : 22
Reputação : 1
Data de inscrição : 26/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Rhiannon Hefaidd em Seg 21 Set 2015 - 1:50

Olhando de lado para o vampiro, Rhiannon esperou a mordida que não aconteceu, parecia que o vampiro iria se divertir antes de machucá-la.

Ele preferia insistir sobre o seu primeiro acidente e definitivamente a jovem não estava disposta a falar sobre isso, principalmente porque aquele era um evento no qual optou por ignorar, mas alguma coisa na pergunta dele lhe despertou interesse.

Se aquele vampiro que quase a matou fosse algum subordinado de Nicolau?

Eram tantas perguntas sem respostas, assim como habilidades que pareciam não levar a lugar algum, por hora deveria se conformar em permanecer a deriva.

Sentia- se cansada e impaciente, desejava ter de algum controle sobre si mesma, mas não provocaria um vampiro entretido com a possibilidade de se alimentar.


Rhiannon Hefaidd
Tocados
Tocados

Mensagens : 55
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Noah Frisker em Seg 21 Set 2015 - 12:09

Noah olhou para Rhiannon, por um tempo apenas o silêncio parecia existir entre eles, ela estava determinada a não dizer nada, mais seus olhos... Alguma coisa em seus olhar o fez se lembrar do seu passado, de sua irmã, ela era uma garota forte é a frente de seu tempo... Teria se tornado uma grande pessoa... Se não fosse por ele.

Ele soltou Rhiannon dando um salto tão rápido que seria até imperceptível, ficando de costas para ela, levou a mão ao rosto, como se um balde de água fria o tivesse despertado de algum transe, uma espécie controle, como se fosse outra pessoa.

― Vou lhe dar um conselho... Não tente escapar. Estarei mais atento e mesmo que consiga, lembre-se que se acharmos uma vez podemos fazer novamente, mas com um diferencial... Não serei tão gentil como da primeira vez.

Falou Noah entre os dentes parecendo sofrer com alguma coisa.

― Apenas para que saiba, estou à procura dos lobos, é quando acha-los terei mais que minha vingança, terei uma forma de extravasar toda minha frustração, Nicolau voltará logo, é desejará saber se você está pronta para ser cooperativa.

Noah Frisker

Mensagens : 22
Reputação : 1
Data de inscrição : 26/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Rhiannon Hefaidd em Qua 23 Set 2015 - 22:14

Quando se viu livre do aperto do vampiro, Rhiannon se sentou na cama, fechando rapidamente a blusa que mostrava mais do que ela esperaria mostrar a um vampiro, enquanto abotoava a blusa ficou em silêncio, observou discretamente Noah para saber se ainda estava em perigo ou não.

Apesar da tranquilidade que demonstrava por fora, seu interior estava inquieta, ela não esperava se encontrar em tal situação, o vampiro parecia sentir uma necessidade incontrolável de ameaça-la como se aquilo fosse a única forma de aplacar sua frustração.

Rhiannon melhor do que ninguém sabia que não poderia fugir, não pelas ameaças mas pelos motivos óbvios, seu rosto agora era conhecido encontra-la não seria difícil e escapar antes de ser capturada seria praticamente impossível, Nicolau a acharia para ter o que estava almejando seja lá o que significasse aquilo, as consequências de tal ato poderiam ser terríveis, sua mão correu para seu pescoço aonde havia sido mordida, como se a marca latejasse apenas com aquele pensamento.

Ela queria responder a altura as palavras do vampiro, mas achou prudente não contraria-lo, pois pela primeira vez ela o vira instável como se algo o incomodasse profundamente e não sabia o quanto isso poderia ser perigoso, ouvia ele falar dos lobisomens e sabia o quanto seria perigoso um confronto entre eles. Afinal havia presenciado a luta difícil contra Durval, porém na mesma ocasião se provou se possível vence-los, mas não era uma  aposta que ela queria pagar para ver.

A menção de Nicolau fez a cicatriz latejar ainda mais, Rhiannon estreitou os olhos, o primeiro encontro que tivera a fez reconsiderar algumas coisas, pois independente se ajudasse ele ou não, sentia que não lhe restava muito tempo se continuasse na presença dos vampiros, pois apenas duas opções lhe eram oferecidas.

Primeira, cooperar como Noah comentara, ou a segunda, sabotar os planos do Nicolau, por mais previsível que fosse o resultado caso considerasse a segunda alternativa, esta era a que mais seduzia, pois seria uma opção de liberdade não concedida, mesmo que isso significasse a morte.

Rhiannon Hefaidd
Tocados
Tocados

Mensagens : 55
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Noah Frisker em Qui 24 Set 2015 - 0:02

Noah se recuperou, olhou para a garota que o encarava como se tentasse entender o que se passava em sua mente, uma resposta que talvez nem mesmo ele soubesse, caminhou até a porta é parou por poucos instantes.

― Seu jantar este ai, trancarei esta porta e farei fiscalização dobrada aqui só para ter certeza que não tentará nenhuma gracinha.

Após falar saiu do quarto trancando a porta, desceu até o escritório é se serviu de uma das garrafas especiais de Nicolau, que havia uma mistura de sangue com conhaque, o liquido era mais espesso, a cor um cobre escuro quase marrom.

Se sentou na poltrona de couro e se deixou relaxar, em sua mente vinha o sorriso de sua irmã, da vez que ela contara seu sonho de viajar pelo mundo, que não queria se casar e viver como a mãe deles.

Seu pensamento viajou para aquele momento, onde seria o aniversário de sua irmã a poucos dias, a mãe deles a arrastara para comprar um vestido para o baile que seu pai daria em seu nome, para que todos os solteiros da cidade pudessem ver a menina que se tornava mulher, para que assim pudesse escolher um marido “apropriado”.

Noah sorriu ao se lembrar da cara que a irmã fez quando falou o discurso do pai, ela não queria isso, havia contado a seu irmão o único que parecia entende-la sobre seus sonhos de conhecer o mundo e as maravilhas que havia nele e não ficar dentro de uma casa sendo uma dama da sociedade e cuidando de seus filhos.

Ela falou que queria fugir... Escapar daquela prisão sem grades, acabando com sua bebida em uma só gole, frustrado arremessou o copo na parede fazendo uma mancha marrom escorrer com os resquícios de sua bebida.


 ― Maldição! Estas lembranças ainda me assombram, quando poderei seguir em frente sem me sentir um lixo, sem sentir esta dor que dói mais do que qualquer coisa que já senti?

As palavras não eram para serem respondias mais foram...

―Simples... abandone este lado humano que parece ainda está preso a você, ou então morra de uma vez por todas, apenas estas escolhas de restam.

Noah Frisker

Mensagens : 22
Reputação : 1
Data de inscrição : 26/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Rhiannon Hefaidd em Ter 29 Set 2015 - 23:54

A vontade de Rhiannon era destrancar aquela porta, mas não sabia se seria capaz ou se gostaria de provocar o vampiro de novo, porém quanto mais atenção, mais difícil ficariam as coisas para ela.

Sozinha no quarto ainda deitada sentiu algo se agitar em seu peito, era um sentimento diferente do que sentira nos últimos dias, como se algo estivesse acontecendo em algum lugar longe dali, esperava que não houvesse ligação com o Lucian, mas outra pessoa também surgiu em sua mente, sua mãe.

Ela sabia que seria impossível ela aparecer ali, afinal não tinha contato com ela a muito tempo, não teria como ela saber onde estava, mas alguma coisa em seu interior a avisava que alguma coisa estava acontecendo, se levantou e foi até o banheiro, deixou as peças de sua roupa escorrer pelo seu corpo, se sentia suja, deixou a banheira encher, mesmo que não quisesse usar nada daquele lugar não se negaria a cuidados básicos.

Mergulhando na água quente, deixou o perfume dos aromatizantes preencherem o lugar, lavou seu corpo como se houvesse caído na lama, não sabia o porquê mais precisava fazer isso para se sentir limpa novamente.

Após o banho se secou e vestiu uma das roupas que estavam no guarda roupa, todas pareciam lhe servir perfeitamente, pegou o mais discreto se vestiu , depois apanhou o baralho que estava em sua bolsa.

Com maestria e habilidade embaralhou as cartas como um mágico, colocou sobre a cama e tirou duas cartas, as virou revelando seu significado, uma falava sobre parte do futuro de Nicolau, enquanto a outra falava sobre sua mãe, isso a surpreendeu.

A carta conectada a Nicolau era um urso negro, que representava a falsa calmaria como a noite, mas que na realidade era atento, perigoso e forte, enquanto a da sua mãe era um jardim florido ligado a coisas boas, pureza, representava confiança e o resultado de um trabalho minucioso.

Mesmo com estas informações, Rhiannon não se sentia melhor, a noite estava em seu auge e Nicolau ainda não havia aparecido, se pudesse escolher preferia não vê-lo, mas sabia que seria pressionada quando este encontro chegasse, guardou as cartas e voltou a se deitar.

Olhando para o teto sem sono, decidiu esquecer o que  poderia realmente significar a carta ligada a sua mãe, pois provavelmente deveria apenas está lhe enviando vibrações positivas e por esta razão havia saído aquela carta juntamente com a de Nicolau, afinal mesmo que houvesse qualquer verdade nas palavras dele, não fazia sentido.

A jovem se questionava sobre o que um vampiro tão antigo e poderoso ainda poderia almejar, possuindo até mesmo a imortalidade o que mais ele desejaria possuir? Mas a carta do urso negro, não era uma simples carta, ela não deveria ser subestimada, independente do que ele queria, provavelmente seria algo que traria um grande mal sobre a terra, ao pensar nisso Rhiannon sentiu um arrepio percorrer sua espinha a fazendo tremer todo o corpo, fechou os olhos e fez uma oração silenciosa aos deuses.

Pensando sobre suas futuras escolhas, a jovem sem muitas opções lembrou-se de um antigo ditado que agora lhe parecia muito apropriado para o momento.

“ ― Se não pode com eles, juntasse a eles “.



Rhiannon Hefaidd
Tocados
Tocados

Mensagens : 55
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Nicolau Miac em Ter 6 Out 2015 - 0:00

Nicolau havia surpreendido Noah em suas divagações, as palavras apesar serem em um tom neutro continham nas entrelinhas um apelo velado nela, se Noah percebeu não comentou nada, Nicolau também não esperou para saber.

— Espero que nossa hospede esteja cooperando, como esperado algumas antigas peças começaram a se mover, soube por alguns informantes que a mãe dela, veio ao encontro da sua pequena garotinha, me pergunto o que ela faria se soubesse que ela está comigo.

Um sorriso brotou dos lábios de Nicolau, com seu terno impecável, ele transmitia elegância e poder, seguiu para o escritório, pegou uma de suas garrafas é preencheu o copo com o liquido escuro e aroma forte, se sentou na poltrona de couro, tomando um gole de sua bebida.

Noah o havia seguindo em silencio.

— Se mantenha atento, logo poderemos receber algumas visitas, como esperado o cerco começa a se fechar, é inevitável que alguns saibam de minha presença, apenas esperava que isso pudesse durar um pouco mais, porém se for para ter o que quero não me importo, Dlyla virá até mim após todos estes anos... Terei mãe é filha, que pelo pacote é acabei ganhando.

Nicolau Miac
Vampiros
Vampiros

Mensagens : 82
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Rhiannon Hefaidd em Qui 16 Jun 2016 - 2:48

Desde os tempos primordiais o que movia o mundo era o poder de escolha, um dom concedido a todos. O instinto de sobrevivência era o fator decisivo em qualquer dilema. Qualquer caminho que o fizesse viver por mais algumas horas era o caminho certo. 

Analisando a situação sobre esse ponto de vista, o caminho correto a se seguir era ajudar Nicolau em troca de um acordo. Rhiannon não tinha o que perder, não conhecia os inimigos de seu sequestrador e não era aliada de ninguém. 

Ela não se importava com a morte, aprendeu a se desprender disso cedo, no início de seu treinamento. Mas a liberdade era uma tentação. 

Sentindo-se nervosa, a jovem se levantou, não poderia ceder por tão pouco. Se sua mãe não ajudou aquele vampiro, motivos plausíveis para isso existiu. 

Observando o bosque, Rhiannon se sentiu convidada a fugir para a escuridão que o cobria como se fosse um manto de magia concedido apenas aos mais fortes. 

O tempo estava esgotando, o mal estar constante não enfraquecia apenas seu corpo, mas suas convicções. Não fora treinada para lidar com provações insignificantes. Não tinha compromisso com ninguém ao ponto de ser sequestrada e ajudar um imortal lunático. 

Mas era o que aconteceria se não escapasse daquele lugar. Terminaria servindo o ser mais perverso que conhecera. 

Fechando os punhos com força devido à tamanha frustração, amaldiçoou-se pela sua falta de percepção . 

Nesse momento uma energia surgia no quarto, era sutil e aconchegante, circulou aquela que se encontrava aos pés do abismo de sentimentos, era como se a abraçasse carinhosamente levando tais pensamentos para o esquecimento. 

Sentindo seu corpo aquecendo-se, Rhiannon saiu do seu trance, pois conhecia aquela sensação. Vasculhando o quarto com o seu olhar, sabia que não estava sozinha. Seus olhos pousaram sobre a cadeira que Noah sentou-se anteriormente. E aguardou. Aos poucos uma silhueta translúcida tomava forma. 

- Não se desespere, o jogo não acabou – disse sua mãe sorrindo.
 

Rhiannon Hefaidd
Tocados
Tocados

Mensagens : 55
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Fantasma em Sab 18 Jun 2016 - 19:53

NARRADOR

Nicolau voltou a mansão apenas para se certificar que as coisas estavam correndo bem, agora que o cerco estava se fechando não seria sábio, deixar seu maior trunfo desprotegido, por esta razão ele sabia o que precisava fazer.

Sentado em sua poltrona olhou para Noah, que aparecia ainda atordoado coma presença de Nicolau tão repentinamente, se perguntou se alguém o informou sobre o deslize que ocorreu com sua hospede.

Fantasma
NPC
NPC

Mensagens : 132
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Noah Frisker em Sab 18 Jun 2016 - 20:03

Noah ficou em silencio enquanto Nicolau falava, ainda de pé o via se deliciar com sua bebida, como se fosse o dono da verdade como se tudo estivesse do jeito que ele queria, pediu para que ele se mantivesse atento, pois poderia receber algumas visitas, que o cerco estava se fechando, que era quase impossível que não descobrissem sobre sua presença, falou o nome da mãe da Rhiannon, sorrindo enquanto dizia que teria as duas pelo preço de uma.

― Não seria mais sábio move-la daqui para evitar qualquer imprevisto?― Perguntou Noah querendo tirar aquela responsabilidade de suas costas.

A noite já batia a porta, as luzes se acendia por toda a cidade, a penumbra do escritório proporcionava um ar ainda mais perigoso a face parcial de Nicolau.

― Se a mãe dela vem, não deve está sozinha... Quando capturei Rhiannon, senti cheiro de lobos, o que significa que deve ter alguns na cidade.― Ele não mencionou a morte de seu amigo que não pertencia a linhagem de Nicolau.

Se ele não fosse ficar ali e deixar Noah tomando conta dela, sem saber o que pudesse vim, seria um enorme risco.

Noah Frisker

Mensagens : 22
Reputação : 1
Data de inscrição : 26/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Nicolau Miac em Sab 18 Jun 2016 - 20:14

Nicolau se levantou, com o copo ainda em mãos coma fraca luz da lua que adentrava pela janela o liquido brilhava como cobre, ele sorriu para Noah, um sorriso que parecia divertido, mais que continha o perigo enraizado nele.

― Acho que não me ouviu, eu quero que ela venha... Quero ter as duas, assim minha vitória estará garantida. Você não entende o que é sabedoria, o que propõe e uma fuga, um escape de suas responsabilidades, acha que não sei de sua escapadela?

As palavras cessaram, enquanto ele parava atrás de Noah.

― Ah eu sei de tudo...  pensei que já havia entendido isso, sobre os lobos isso não é surpresa, Dlyla sempre andou com vira latas, se ela vem sozinha ou acompanhada pouco me importa, se acha que não é capaz de cuidar disso, trarei alguém mais capacitado para isso, mais você será subordinado a ele... É se você falhar eu mesmo o mato, consegue entender isso? Mais eu o matarei lentamente o deixando dissecar sem sangue, e fazendo sua pele queimar ao sol, para que se cure e eu volte a fazer isso sem me cansar, farei com você o que os deuses fez a Prometheus ao dar fogo aos homens... Me compreende?

Disse Nicolau bebendo sua bebida de uma única vez.

Nicolau Miac
Vampiros
Vampiros

Mensagens : 82
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Dlyla Hefaidd em Qua 29 Jun 2016 - 4:46

Era como se o tempo houvesse parado, o quarto iluminado apenas pela claridade que entrava através da janela, mostrava-se sombrio e triste apesar do luxo ali presente. 

Dlyla levantou-se de forma graciosa da cadeira e observou o ambiente, lembrando-se dos dias que passara naquele lugar, dias estranhos e desconectados da sua realidade, cada ameaça e tentativa de intimidação era uma memória viva em sua mente. 

Na forma astral a bela mulher possuía um modo diferente de percepção, notava mais a energia do ambiente do que seus móveis e objetos, aquele lugar nesse aspecto encontrava-se uma bagunça. 

Respirando fundo olhou para sua filha, gostaria de abraça-la, mas não era uma figura sólida apenas uma espécie de ilusão. Rhiannon permaneceu calada desde o momento em que notara sua presença.

- Vejo que não optou por colaborar com Nicolau ainda – disse ao observar a expressão cansada da jovem, caso houvesse aceitado seu rosto teria formas mais harmoniosas e suaves.  – E recomendo que continue firme nesse posicionamento, você tem o direito ser livre dos jogos de poder deles, por esse motivo não lhe contei parte do meu passado. Para que não vivesse com medo. 

Dlyla sentou-se novamente na cadeira e fez sinal para que Rhiannon se sentasse na cama. 

- Faz bem em permanecer em silêncio, eles podem ouvi-la e desconfiar de algo. Eu gostaria muito de demonstrar um pouco mais de sentimento, porém temos pouco tempo e quero acreditar que teremos um reencontro pessoalmente – sorriu ao concluir a frase e voltando a ficar séria novamente. 

- Meu plano inicial era resgatá-la com ajuda de alguns conhecidos, incluindo o Lucian, por algum motivo ele sentia-se no dever de salvá-la – Dlyla falou as ultimas palavras mais devagar e observando a expressão de Rhiannon.  – Após pensar melhor concluí que Nicolau já deveria estar ciente da minha presença e que era um risco se me acompanhassem. Você está nessa situação por minha culpa e no passado já envolvi outros nessa história. Não quero que ninguém morra ou viva escondido por nossa causa – Quando a oportunidade surgisse contaria sobre aqueles que a ajudaram e a forma como fugiu de Nicolau. 

- Rhiannon agora é com você, observe e encontre uma forma de sair daqui, estarei por perto para orienta-la, não fisicamente, quando estou assim não possuo domínio sobre meu corpo e o mesmo fica vulnerável – Ao se levantar Dlyla completou – Agora descanse um pouco e mantenha-se calma, não se acostume com essas roupas e livros, nem aos insultos e intimidações – Disse observando o quarto.

Aproximando da filha colocou a mão sobre sua cabeça, movimentos sutis como este eram facilmente sentindo, não como um toque normal, mas como se a pele fosse exposta à luz do sol. 

- Que Santa Sara Kali me permita passar muitos anos ao lado da minha amada filha – Disse Dlyla antes de desaparecer.
 
 
 

Dlyla Hefaidd

Mensagens : 6
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Rhiannon Hefaidd em Qua 29 Jun 2016 - 4:53

Rhiannon não compreendia seus sentimentos ao rever sua mãe, ali sentada a sua frente, compreendia a sua atual forma, não era a primeira vez que presenciava algo assim, porém sua mãe emanava mais energia do que a maioria. Isso provava o quão forte era, gostaria de dizer-lhe que soubera esconder bem suas habilidades, mas permaneceu calada, não gostaria de ser ouvida e acabar com aquele momento único.

Não ousou desviar seu olhar nenhum instante, sentia-se admirada e ao mesmo tempo apática, ela poderia no passado ter informada-a sobre Nicolau e suas habilidades que começavam a se manifestar de forma desastrosa. Teria evitado toda aquela situação, mas compreendia que se soubesse algo teria limitado a sua vida e suas escolhas.

A jovem entendia que quando  sua mãe pedia para que se sentasse em momentos sérios é porque lhe passaria orientações. E pelo rumo da conversa seria em relação a não ajudar Nicolau.

Sorriu quando sua mãe falou sobre reencontra-la pessoalmente, a apatia inicial aos poucos ia sendo substituída por alegria.  Ao ouvir sobre Lucian, a garota vacilou e seu sorriso foi substituído por surpresa, não esperava que ele fosse citado e muito menos que o mesmo planejava ajuda-la. Quando ligou para a pensão sua intenção era para que ele ficasse informado da presença de vampiros aliados aparentemente a Durval e permanecesse em segurança.

Inquieta, respirou fundo enquanto entrelaçava os dedos da mão sobre o colo e ouvia o que lhe era dito.

Enquanto o mundo não girava para ela naquele quarto, lá fora muita coisa acontecia sem sua ciência.

Rhiannon faria o que lhe foi recomendado, não se acostumaria com nada naquele lugar, observaria e aguardaria o momento certo, resolveria sua história não apenas com Lucian, mas consigo mesma e seguiria sua vida de uma forma diferente da havia vivendo até o momento.

Quando tocada suavemente na cabeça, ela sentiu seu coração encher-se de amor, sabia que aquele sentimento era de sua mãe, sua maneira de expressar quanto valiosa era para sua genitora.

Ao ouvir sobre Santa Sara Kali, seus olhos marejaram, apesar de ser uma Sacerdotisa de Bastet, não poderia dá às costas a santa protetora do povo de sua mãe. Em silêncio, fechou os olhos e lembrou todos os ensinamentos, que por mais que tudo aparentasse estar perdido era necessário manter uma luz, um fio de esperança dentro de si. Ao ouvir a prece de sua mãe, Rhiannon percebeu que apesar de não ter medo da morte, possuía o medo de não poder reencontra-la pessoalmente. E esse medo seria sua determinação para que conseguisse se libertar ou finalizar definitivamente essa história. 

Rhiannon Hefaidd
Tocados
Tocados

Mensagens : 55
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Noah Frisker em Sex 1 Jul 2016 - 22:41

Noah sabia que contrariar as ideias de Nicolau era sempre um risco, mais não se importou o viu se levantar ainda segurando o copo em sua mão, ele parecia ainda mais perigoso sobre a penumbra da luz que adentrava o escritório.

As palavras vieram afiadas, mais de forma educada porem mortal, Nicolau nunca estava contente e queria sempre mais, é isso acabaria sendo sua ruína, mesmo ele sabendo da saída de Noah parecia não está mais agitado do que o de sempre.

Em um piscar de olhos estava nas costas de Noah, ele disse saber de tudo, até mesmo dos lobos, assim como a mãe de Rhiannon, questionou a capacidade de Noah, dizendo que se ele falhasse que ele mesmo mataria o vampiro. Aquilo fez um arrepio subir em sua espinha aquelas palavras não eram falsas, ou uma brincadeira ele estava falando sério.

― Não irei falhar, irei reunir alguns vampiros para cuidar da casa, ninguém entrará ou sairá sem que eu saiba.

Noah Frisker

Mensagens : 22
Reputação : 1
Data de inscrição : 26/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Nicolau Miac em Dom 3 Jul 2016 - 20:03

Nicolau gostou do que ouviu de Noah, ele precisava cuidar da hospede com muito cuidado, ele não cometeria o mesmo erro que cometeu com a mãe dela deixando ela escapar por entre os dedos, colocando a mão no bolso Nicolau se colocou à frente de Noah.

― Escute, estou deixando esta tarefa em suas mãos, sua liberdade está em jogo, porem se falhar desejará a morte, e isso não irá ter apenas o sofrimento eterno, não pense que não tenho olhos em todos os cantos, eu sei de tudo...

O seu tom era baixo mais firme, voltando para atrás da mesa, abriu uma gaveta e pegou alguma coisa colocando no bolso.

― Meu plano está bem perto de se concretizar, terei que me ausentar, mais não se esqueça quero ela está sobre seus cuidados, faça ela entender o que precisa até a minha volta, assim poderemos acabar com tudo isso.

Saindo pelo escritório, parou na porta olhando para Noah.

― Não faça eu me arrepender de dar este voto de confiança... ― Com estas palavras desapareceu porta a fora.

Nicolau Miac
Vampiros
Vampiros

Mensagens : 82
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Noah Frisker em Ter 12 Jul 2016 - 16:01

Noah olhou para Nicolau, enquanto o mesmo falava em seguida, desapareceu porta a fora, como sempre, ele fazia o que bem queria, como se soubesse exatamente o rumo que as coisas iriam tomar, mais este excesso de confiança poderia revelar que nada verdade ele não sabia o que poderia aparecer.

Suspirando, e balançado a cabeça sentou na poltrona, retirou o celular do bolso, e discou um número rapidamente.
― Alô, e do restaurante Chinês, poderia me trazer duas porções do especial do dia?

Ficou combinando de chegar em vinte minutos, neste tempo, Noah caminhou pela casa, apenas na parte baixa, olhando os empregados e vendo se as coisas estavam bem, também mandou algumas mensagens para que outros vampiros viessem ajudar a vigiar a casa apenas por garantia.

Assim os minutos se passaram, Noah recebeu a comida, não antes de se alimentar do entregador, deu gorjeta para ele e o hipnotizou para que não se lembrasse, de nada, com as caixinhas de comida chinesa subiu as escadas esperando na porta do quarto de Rhiannon é bateu duas vezes, após destranca-la.

Noah Frisker

Mensagens : 22
Reputação : 1
Data de inscrição : 26/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Rhiannon Hefaidd em Qui 14 Jul 2016 - 1:08

Rhiannon ficou pensativa após a repentina visita de sua mãe, sentindo-se desconectada do seu corpo, em uma espécie de entorpecimento, as energias que preenchiam o quarto começavam a se dissipar e consequentemente ela voltava a sentir a presença de vampiros pela casa, resultando no seu mal estar, além das persistentes dores de cabeça e tonturas, agora era também enfraquecida por calafrios e tremores. Algo não estava correto. 

Deitando se na cama, colocou a mão sobre a testa e constatou que estava com febre, o que era perigoso na sua atual condição de hospede forçada. Era claro que isso aconteceria em breve, afinal há quantas horas ela exposta a aqueles vampiros? 

Ela riu de forma irônica, seu corpo definhava rapidamente. 

Apoiando a cabeça sobre as mãos ela virou-se de lado, na esperava de amenizar o mal estar. O que não ajudou muito, pois ela sentiu uma dor intensa, como se uma flecha houvesse atravessado sua cabeça, sentando-se novamente na cama, só percebeu que alguém estava na porta quando ouviu as batidas, pela energia constatou que era o Noah. 

Fechou os olhos com força, sua cabeça girava, não conseguia respirar era como se algo pesado estivesse pressionando seu peito a ponto de doer, desesperada se levantou em uma tentativa inútil de recuperar o ar, quando o fez suas pernas não possuam força fazendo a desabar violentamente no chão. 

Se contorcendo, tentava rasgar sua roupa na esperança de conseguir respirar novamente. Até que chegou ao ponto de não conseguir controlar seu corpo, mesmo com os olhos abertos não enxergava mais nada, a cada segundo que o vampiro permanecia próximo era como se cada parte de si fosse se despedaçar.  

Foi então que percebeu que aquilo era uma aposta de sua mãe, no momento que foi tocada na cabeça, Dlyla havia feito algo com ela, forçando a morrer no momento que um vampiro se aproximasse dela, afinal não era segredo o seu mal estar na presença de seres sombrios, aquela mulher apenas a sensibilizou a ponto do corpo de Rhiannon entrar em um estado de choque na mais simples aproximação.

A jovem não sentia nada ou enxergava mesmo com os olhos abertos, um sorriso monstruoso se desenhou em seus lábios, Nicolau não conseguiria nada dela, a qualquer segundo o seu corpo entraria em colapso e nenhum vampiro poderia salvá-la.

E em seu ultimo momento de consciência Rhiannon não sabia o que viria seguir, engasgando no seu próprio vomito e com os vidrados, ela começou a convulsionar, debatendo-se no chão. 

O que pareceu uma eternidade não durou mais que alguns segundos, desacordada e com o coração batendo de forma débil, a garota estava em estado de coma.

Rhiannon Hefaidd
Tocados
Tocados

Mensagens : 55
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Noah Frisker em Seg 18 Jul 2016 - 14:02

Noah bateu na porta apenas para oferecer um leve alerta de sua presença, caso estivesse sem roupa ou no banho, assim que adentrou se debandou com Rhiannon caida no chão se contorcendo, fazia movimentos descontrolados tentando rasgar suas roupas como se algo a estivesse sufocando, as unhas deixavam vermelhos em suas pele.

Por um momento Noah achou que aquilo era mais uma artimanha dela, porem ao ver os olhos se revirarem e um estranho sorriso se desenhar em seus lábios percebeu que algo estava errado, se alguma coisa acontecesse com ela Noah estaria perdido.

O corpo dela se agitava enquanto o vampiro observava sem saber o que fazer, ela engasgava e vomitava, após despertar de seu momento de confusão corre ate ela largando a comida bem na hora que o corpo dela para de se mover, sua respiração era quase inaltiveis, enquanto o pulsar de seu coração era baixo quase parando.

Agarrando seu corpo por baixo a carregou para a cama, pousou a mão em sua testa, mais não parecia esta com febre, se perguntava o que poderia ter acontecido, no quarto não havia nada que ela poderia usar para tal coisa, a não ser que obteve algo quando tentou sair da casa,xingou baixo enquanto retirava o celular do bolso.

Sai para fora do quarto, vasculhando rapidamente pela a agenda, ligando para um medico, para que pudesse dizer o que estava acontecendo, ele não poderia sair dali com ela, ainda mais se houvesse a chance de ser atacado a qualquer momento.

Noah Frisker

Mensagens : 22
Reputação : 1
Data de inscrição : 26/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Royal Crescent

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum