Inglaterra

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Inglaterra

Mensagem por Uriel Ivanov em Dom 5 Jul 2015 - 19:58

Para uma primeira reunião tudo saiu até que consideravelmente bem, não poderia dizer tudo que sabia de uma ainda, precisaria ser muito cauteloso, uma informação errada e todos estes séculos de procura, seriam em vão, logo Lucinda chegaria e com ela estaríamos em quadro pessoas, pelo menos as que requisitei, com a ajuda do Duane uma rede de informação pelos vários clãs de lobisomens, e de Nina uma rede mais superficial do lado humano, o resto eu me encarregaria, enquanto pensava com meu copo em mãos o velho lobos falou:

—  E quanto tempo temos de vantagem para agir nas sombras até chamar a atenção do verme? Você não fez nenhuma piadinha com canis, o problema é real até demais dessa vez.

—  Meu caro amigo... O tempo e indeterminado. Tudo vai depender das ações que tomaremos. Maquiavel e muito volúvel, não sabemos de fato seus planos, por isso a cautela e de suma importância, jamais citem meu nome, busquem fatos sem que o boato de minha presença se espalhe. Desculpe a falta de piadinhas, estou meio cansado e sim o problema e muito sério nada como isso se viu antes.

Tomei mais um gole de minha bebida, mesmo que não importasse o quanto eu bebesse e o que eu bebesse ficar bêbado jamais aconteceria, mais uma das poucas coisas boas dos humanos era a variedade de bebidas, e me alegrava ter um momento “humano”, mesmo que ilusório.

Nina falou mais uma dúzia de frases irrelevantes, dizendo algo útil apenas ao final que disse que iria se retirar e que poderíamos pegar o que precisasse, mas mesmo que não tivesse dito eu pegaria, afinal não havia nada que quisesse nesta terra que não teria até mesmo minha vingança, que parecia se aproximar a cada momento.

Enquanto os passos dela se distanciavam escada a cima, ficamos eu e Duane ainda no escritório, mesmo Nina acreditando que poderia escutar tudo que fosse dito, não me importei com isso.

— Me diga cachorro velho... Tem conseguido o que busca em sua jornada? Sei que Maquiavel também afligiu males em seu tempo. Mais este cara terá o que merece no tempo certo. O que tem feito todo este tempo? Faz quanto tempo... Uns 20 anos desde que nos cruzamos pela ultima vez?

Não sei por que perguntei isso, talvez ele como eu só queria achar um lugar para chamar de sua imortalidade, era uma coisa bastante incomoda as vezes, por mais prazeres que sentia nunca era o bastante, perguntei como Maquiavel poderia ver assim... Quer ainda mais poder, se tudo que eu queria era poder descansar... Encontrar aquela que era minha prometida, mesmo através das eras o sentimento ficou fixado em meu corpo como um lembrete do que não poderei ser nunca mais!

Uriel Ivanov
Admin
Admin

Mensagens : 99
Reputação : 0
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário http://origin-rpg2.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Inglaterra

Mensagem por Fantasma em Dom 5 Jul 2015 - 20:07


Nina Sterin

Adentrou-se pela soleira da porta de correr, juntamente com seus pensamentos inundado de perguntas e possíveis respostas dadas por si mesma. Sua cama lhe parecia mais leve do que de costume, e as camadas densas de lençóis, mostravam-se como plumas de algodão puro em suas costas. Caiu sobre si um cansaço eminente, seguido de questionamentos. Apesar do assunto “Maquiavel” a principio não interessá-la tanto, mostrava-se agora com certos fragmentos em sua cabeça. Curiosidades sobre o que o “tal” buscava. Deveria apenas ignorar e tentar descansar.

Com os olhos fechados, logo adormeceu e um sonho tomou-lhe em seu inconsciente: “Era noite, chovia muito, como na noite em que conheceu Uriel e Duane. Rastros de sangue espalhados pelos lados  e dois vultos na entrada do hall do castelo, e um corpo ao chão. Aproximou-se lentamente para ver o ocorrido e era nada mais nada menos do que o cadáver de seu irmão. Levou um susto, e no momento em que se virou para correr o mesmo agarrou seu pé, e de sua boca apenas saia a palavra SOCORRO...”

Despertou em meio a um bip de uma mensagem nova em seu computador. Não havia se passado nem quinze minutos desde que adormecerá.

“ GANHE MIL MILHAS PARA VIAJAR ATÉ LAS VEGAS. A PROMOÇÃO É VALIDA...”

Mensagem da companhia aérea. Há alguns anos, eram praticamente os poucos e únicos e-mails que ela vinha recebendo. Olhou novamente o relógio, e ainda faltava menos de duas horas para o amanhecer. Não aguentaria dormindo.

Desceu as escadas com o intuito de encontrar-se sozinha com todos já em seus aposentos. Nem se deu ao trabalho de passar pela sala de estar com os dois charlatões lá. Virou a direita indo direto para a cozinha. Aquela inquietação na noite deu-lhe fome. Abriu a geladeira e para seu desgosto, encontrou apenas as ultimas três bolsas de sangue na geladeira. Talvez Uriel tivesse dado uma passada por ali...

— Realmente, inacreditável. Preciso buscar mais bolsas amanhã, dependendo do que o vampiro vai querer para amanha ...

Fantasma
NPC
NPC

Mensagens : 132
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Inglaterra

Mensagem por Fantasma em Dom 5 Jul 2015 - 20:10

Duane Lightfoot

— Me diga cachorro velho... Tem conseguido o que busca em sua jornada? Sei que Maquiavel também afligiu males em seu tempo. Mais este cara terá o que merece no tempo certo. O que tem feito todo este tempo? Faz quanto tempo ... Uns 20 anos desde que nos cruzamos pela última vez?

— O que eu mais quero é ter a resposta pra sua pergunta, Ivanov. – A resposta era tão verdadeira quanto o dia após a noite e a noite após o dia. O principal fundamento de Duane era que sua transformação em pleno fim de vida foi crucial para suas atitudes temporais; enquanto passou a vida inteira sendo reverenciado por suas conquistas, quando já estava debilitado e acamado com baldes mediados de sangue ao seu lado – para não sujar os lençóis de sua amaldiçoada esposa – e tosses que eram facilmente confundidas com trovões, ele enxergou que nunca foi o homem que tinha tudo. Dizia a cada manhã que sobrevivia que sacrificaria cada um dos seus próprios filhos para ter forças de levantar sozinho e caminhar pela manhã, e bom, Deus o ouviu colocando presas em sua jugular.

A única coisa que o velho temia era a morte. Seu medo incalculável de definhar enquanto dormia o fazia passar noites e mais noites correndo por intermináveis lugares. Cada tosse rouca e artificiosa que escapava despretensiosamente era um macabro sinônimo de cabeças rolando, pois ele nunca queria morrer incompleto, sem desfrutar ao máximo dos prazeres proibidos que podia, afinal, a noite anunciava um novo dia, e por mais místico e misterioso que o mundo fosse, o amanhã era indeterminável. Sua jornada era diária, e a falta de metas a longo prazo (mesmo se esforçando para cumprir as que já impôs) era uma grande deficiência, e isso o apunhalava cada vez mais nas proximidades dos seus 500 anos lupinos. Morreria as traças, olhando para trás e enxergando apenas sangue e contos de lobo mau em seu nome? Só o tempo diria.

— Nada útil. Estou aqui de "férias", porque você sabe mais que ninguém que nossa grandiosa Inglaterra já foi palco de uma diversão muito mais refinada pra um lobisomem. – Sorriu tentando se lembrar da última vez que viu Uriel formalmente. — Acho que 30. Eu lembro alguém depondo Xás por baixo dos panos no Afeganistão... Teve o Grande Incêndio... O episódio do Estripador também, hum... Agora me foge da memória outros encontros, "anjo da guarda." – Abriu os braços novamente sobre o encosto do sofá, futuramente sua cama. — Você tem alguma lembrança pra inteirar? E quando seus convidados vão chegar? Tenho ânsia pra sair das minhas férias de 20 anos, Uriel.

Fantasma
NPC
NPC

Mensagens : 132
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Inglaterra

Mensagem por Uriel Ivanov em Dom 5 Jul 2015 - 20:13

Duane sempre foi um velho estranho, mas até sua estranheza me fazia lembrar de mim mesmo, enquanto tentava lembrar da última vez que nos encontramos as palavras sobre a Inglaterra me fizeram viajar ainda mais longe do que nosso último encontro.

Um tempo diferente, de pessoas e seres sobre naturais, a Inglaterra estava crescendo em sua era industrial, muitos casos surgiram naquela época, casos de bruxas, mortes estranhas, e assassinatos, o tempo de nos encontrarmos foi em um momento conturbado em bela Inglaterra, nem me passou pela mente que voltaríamos para este país novamente.

— Espero que o “anjo da guarda” não seja para mim, afinal eu estou mais para um encomendador da morte, se em nossos encontros eu salvei sua pele foi um capricho meu mais com o tempo sua companhia se tornou um dos poucos momentos de alivio real, afinal partilhamos não a mesma dor, mais a mesma vingança!

Ainda me impressionava como  as lembranças doíam em meu peito, parecia ate ironia que um ser imortal, desprovido de alma e um coração pulsante pudesse sentir alguma coisa em seu coração, mas ali estava eu Uriel Ivanov tão vulnerável como uma folha de papel, mas por fora tão duro e frio como aço.

— Você tem alguma lembrança pra inteirar? E quando seus convidados vão chegar? Tenho ânsia pra sair das minhas férias de 20 anos, Uriel.

—  Lembranças e tudo que tenho meu caro, mas que queira inteirar não por hora, sobre os convidados amigos ou inimigos não irão vim aqui, chamei apenas você, e nem mesmo nós ficaremos aqui muito tempo, nosso destino será outro. É sobre suas férias? Bem... Se considere fora delas. — Disse com um sorriso irônico e cômico no rosto.

Estava precisando de um bom descanso, para pôr em pratica os planos que estava criando tão meticulosamente, às vezes me pegava sorrindo sozinho ao me deleitar com cada ação que levaria a queda de Maquiavel, nenhum ser jamais sentiu tanto ódio e fúria como eu sentia, e tudo contido com um lacre... Em uma urna dentro de mim esperando apenas uma Pandora curiosa para libertar todo ele. Seria Nina minha Pandora? Ou outra...

—  Duane como sabe não posso sair a luz do dia, por isso logo irei me recolher, você pode descansar o quanto precisar, após isso recolha informações com os outros clãs de lobo, qualquer movimento suspeito será bom sabermos, sugiro que parta para uma área um pouco distante daqui, em certo Hotel... Nina também será mandada para lá, este castelo será apenas nosso refúgio. O hotel e aonde muitos vampiros estarão, uns amigos e outros nem tanto, uma amiga chegou e está lá... Como previ ela se hospedou lá, terei que fazer uma visitinha.

Deixando Duane no escrito, finalizei minha bebida colocando o  copo na mesa de mogno, a última daquela noite, mas antes de sair me virei para o lobo mais para lá do que para cá.

— Meu velho... Você sabe que tem muitos quartos aqui não e mesmo? Não seja tolo e durma neste sofá, você não e mais um garotão, mantenha o celular ligado, qualquer coisa me contate. ― E com isso sai do escritório, indo para um dos quartos do castelo Sterin.

A noite passou em um piscar de olhos, Nina deveria despertar logo e com isso iria dizer a ela o que precisaria fazer, mas isso após sua gentil governada Cassandra me preparar um banquete, como toda serva vampira ela fora hipnotizada a não despertar seus senhores antes das 6 da tarde quando o sol está quase se pondo.

O pescoço dela havia se recuperado muito bem, como se a casa fosse minha e querendo irritar nina acabei com o resto do seu suprimento de sangue, me alimentei muito daquela forma até entender que aquilo era tolice! Por esta razão enquanto esperava a anfitriã chegar bebi o seu sangue estocado apenas para passar o tempo.

A mesa me servia de todos os pratos que tinha a minha mão, Duane deve ter partido ao entardecer, pois ele já não estava mais no castelo, o pescoço de Cassandra ainda me atraia aquela veia vibrando com o licor mais saboroso, o que me dava força e poder talvez mais tarde ela fosse minha sobremesa.

Uriel Ivanov
Admin
Admin

Mensagens : 99
Reputação : 0
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário http://origin-rpg2.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Inglaterra

Mensagem por Fantasma em Dom 5 Jul 2015 - 20:28


Nina Sterin

Ouvia-se apenas naquela imensidão escura do quarto de Nina, o badalar do relógio de madeira castanho, despertando-a. Soavam todos os dias, a exatamente sete horas da noite após o crepúsculo do entardecer. As persianas azuis de seu quarto permaneciam fechadas, e o normal é que precisamente às seis e cinquenta e nove Cassandra as abrisse, fazendo-a levantar-se para seu "longo dia". Mas naquela noite não. Não foi este o corrido, e desgostosamente, imaginava o por que...

Arrumou-se rapidamente, e desceu as escadas  a procura dos seus convidados, e logicamente sua serviçal. Como de costume não estava errada. Cassandra não poderia estar em outro lugar, mais ali no castelo e servindo a outro e não ela.

A mesa encontrava-se farta. Muita comida humana, que nem ao menos Uriel ou ela pudessem saciar sua fome. Um leve desperdício da parte dele, pois a empregada sabia que ali a única comida que devia servir a Nina, era uma que não estava no cardápio de qualquer nutricionista. Mas de fato o que a mais irritou, foi Uriel fazer de Cassandra seu brinquedinho particular. Ele encontrava-se sentado no centro da mesa, bem em seu lugar e Cassandra ali ao seu lado, pronta para servi-lhe do que quisesse (e com toda certeza não seria um arroz integral) a qualquer hora. Se sentou na outra extremidade da mesa e tentou se acalmar e relembrar os motivos do porquê estava passando por aquilo.

"— Não se esqueça do por que e para que esta fazendo isso Nina. Apenas relaxe...".

— Cassandra, pensei que guardaria tal fartura para as celebrações de final de ano. Mais vejo que o senhor Ivanov encontra-se em estado degradante de fome. - Encarou-o cerradamente, mas logo relaxou. Colocou o guardanapo em seu colo, e abriu uma das remessa de sangue ao lado de sua taça, enchendo-a até o final. - Mas como é meu convidado de honra especial, espero que fique a vontade.

Olhou novamente ao redor e não sentiu nenhum odor diferente. Supôs que Duane não encontrava-se ali.

— Onde esta seu caro amigo? Não aguentou ficar a sós com o senhor durante o meu descanso e buscou outros rumos? Por que se foi, é uma pena. Eu gostava dele.

Fantasma
NPC
NPC

Mensagens : 132
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Inglaterra

Mensagem por Uriel Ivanov em Dom 5 Jul 2015 - 20:35

Mesmo não possuindo a necessidade de me alimentar de refeições humanas, era bastante saboroso sentir os sabores e aromas, enquanto comia sorria para gentil governanta quando ouvi os passos de Nina nas escadas alguns segundos depois ela surgiu na sala de jantar.

— Boa noite.    

Disse quando entrou com o mesmo sorriso nos lábios, ela evitou me olhar e se direcionou a sua empregada.

—  Cassandra, pensei que guardaria tal fartura para as celebrações de final de ano. Mais vejo que o senhor Ivanov, encontra-se em estado degradante de fome.    

—  Não a culpe... Tudo isso foi um pedido e sabe como é. Tenho um olhar meio que impossível de resistir.    

—  Mas como é meu convidado de honra especial, espero que fique à vontade.    

Os olhos de Nina brilharam em fúria, mas durou apenas uma fração de segundos, enquanto se colocava a sentar-se na extremidade oposta, colocou um guardanapo no colo sobre a mesa pegou uma das bolsas de sangue que pedi que Cassandra deixasse na mesa.

Enquanto comida minha refeição humana, a jovem vampira rasgou a bolsa com sua unha depositando o líquido rubro em uma taça, secando completamente a bolsa de sangue. Na minha taça também possuía o mesmo líquido. Tomando um gole de sua bebida falou:

—  Onde está seu caro amigo? Não aguentou ficar a sós com o senhor durante o meu descanso e buscou outros rumos? Por que se foi, é uma pena. Eu gostava dele.    

—  Não se faça de inocente, sei muito bem que ouviu nossa conversa, mais irei inteira-la de alguns fatos. 1° Duane de fato não consegue aguentar minha doce presença, pois sou tudo aquilo que ele não pode ser... 2°ele está fazendo o que pedi para que fosse feito, assim como você também fará.    

Sorri, enquanto colocava um pedaço de pernil na boca, mastigava e sentia o gosto de tal sabor, como humano jamais pude degustar refeições tão primorosas, então como vampiro, mesmo que não precisasse iria me permitir tais regalias. Tomei um pouco de minha bebida e continuei.

—  Sua missão e usar sua influência mortal para ser nossos olhos nas redondezas, como vampiros não podem sair a luz do dia, precisaremos de pessoas em todos os cantos, você também partirá... Fiz uma reserva em seu nome no Hotel Crescent, uma velha amiga minha estará lá, seu nome e Lucinda Price, acredito que com seus talentos conseguirá encontra-la, mais aviso ela pode ser um pouco difícil. Há encontre é diga que está comigo e que breve irei encontra-la para explicar algumas coisas. Não diga nada que falamos aqui, ou de adeus a chance de encontrar seu irmão, fique atenta com ela e todos os demais.    

Terminei minha refeição assim como minha taça, peguei umas uvas e saboreei enquanto deixava Nina absorver minhas palavras com atenção e calma, em sua mente poderia ouvir ela se perguntando para quando isso deveria ser, e meu sorriso se alargou.

—  Você deve estar se perguntando quando deve ir ao Hotel? Eu digo. HOJE! Deve saber que o hotel não fica muito longe daqui, mas cuidado lá existem mais vampiros e muitos podem não ser tão amigáveis, então não se revele, seja discreta se não sua vida terá um fim antes que perceba.

Uriel Ivanov
Admin
Admin

Mensagens : 99
Reputação : 0
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário http://origin-rpg2.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Inglaterra

Mensagem por Fantasma em Dom 5 Jul 2015 - 20:38

Nina Sterin

Nina pode entender que o estado que Cassandra estava tinha um responsável, e se chamava Uriel Ivanove. Não fazia nenhum dia que chegara e já havia acabado com toda comida que deveria durar para um ano inteiro. Tudo bem, Nina não sabia o que era o bom gosto de uma comida natalina a tempos, pois quis privar-se de tais prazeres e viver apenas de sangue, mais ver tanto desperdício assim não lhe agradava...

- Olhar é? Hum, claro.

Revirou os olhos. Não queria discutir já no começo da noite. Queria apenas desfrutar de seu sangue e logo após, tomar um pouco de whisky ouvindo Rolling Stones.

- E saiba que não fiquei para ouvi-los. Não sou curiosa a este ponto. E me diga de imediato o que tenho que fazer.

Ele explicou minuciosamente cada detalhe de seu plano, e como Nina imaginou, teria de usar sua influencia como imortal recente para os benefícios do plano de Uriel.

- Hotel Crescente? Hum... Ouvi dizer que está havendo uma movimentação diferente por lá, então talvez seja isso... – Lembrou-se de outro email que recebera para passar uma temporada no hotel, que estava recebendo visitantes dos mais diversos cantos do país e todas etnias. Imaginou que no fundo, poderia ser algo relacionado a aquilo. – Lembrarei deste nome: Lucinda Price, e não se preocupe senhor Ivanove, nossa conversa sobre tudo que passamos morre aqui.

Absorveu cada palavra de Uriel, e ao saber que partiria naquele momento assustou, entretanto, já tinha um pressentimento que logo aconteceria de ter de sair de seu conforto.

- É imaginei que seria tão repentino...

Limpou seus lábios com o guardanapo de seu lado e levantou-se dando as costas para Uriel sem mencionar nenhuma palavra. Subiu as escadas e mais que rápido, colocou apenas uma maquiagem e alguns cartões dentro de sua bolsa. Nenhuma roupa. Não queria nada dali. Talvez nem retornasse.

Quando desceu, olhou apenas para seu bar e quase que voando, pegou uma das garrafas de Old Bar abriu e rumo a porta, jogou a tampa quase na cara de Uriel, levando a garrafa a boca com um sorriso malicioso:

- Adeus Uriel. Espero reecontra-lo logo ... Mais se caso não ocorrer, tenha uma terrível morte.

Avançou a dentro pela floresta e sabia apenas qual era seu destino: Hotel Royal Crescent.

Fantasma
NPC
NPC

Mensagens : 132
Reputação : 1
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Inglaterra

Mensagem por Uriel Ivanov em Dom 5 Jul 2015 - 20:38

Meu objetivo estava tomando forma, não duvido que tenha subordinados de Maquiavel no Hotel Crescent, a chegada de Lucinda lá foi calculada, ela pensou que não seria capaz de notar seu desvio? Mais a verdade eu queria que ela desviasse agora com meu pequeno “reforço” espero ter melhor movimentação neste tabuleiro.

Nina partiria para o Hotel, Duane está levantando informações, Lucinda ajudará Nina se elas não se matarem, quanto a mim, permanecerei nas sombras afinal o que não e notado está sempre um passo à frente dos inimigos.

A jovem vampira Nina tratava com simplicidade meu alerta contra Lucinda, mas logo ela perceberia seu engano, apenas espero que não veja isso muito tarde, rapidamente ela levantou da mesa me deu as costas, sem mais nenhuma palavra subiu as escadas, não sei se era obediente ou estava apenas contente em se distanciar de mim, seja qual fosse a razão gostava desta sua iniciativa.

Enquanto terminava meu jantar, ele desceu as escadas tudo que havia feito foi passar uma maquiagem e uma pequena bolsa, passando pelo corredor e rapidamente pegou uma garrafa Old Bar, abrindo-a lançou a tampa da garrafa em minha direção, a peguei com uma mão antes que me acertasse, enquanto ela sorria bebendo um pouco do liquido da garrafa.

—  Adeus Uriel. Espero reencontrá-lo logo... Mais se caso não ocorrer, tenha uma terrível morte.    
 
—  Digo o mesmo a você para uma vampira tão “jovem” me espanta precisar de maquiagem, talvez ela sirva para te camuflar, onde você está indo pode ser que não retorne, talvez eu mesmo não saia dessa, mais se ocorrer de um milagre acontecer de eu virar poeira e você não, saiba que deixarei uma ajuda na busca de seu irmão.    

A vi fechar a porta sem olhar para trás, eu fiquei na companhia da doce Cassandra, uma bela mulher que me concederia naquela noite mais do que alimento mais um prazer extra.

Uriel Ivanov
Admin
Admin

Mensagens : 99
Reputação : 0
Data de inscrição : 05/07/2015

Ver perfil do usuário http://origin-rpg2.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Inglaterra

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum