Grã Bretanha

Página 9 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Lucian Daiki em Sab 18 Jun 2016 - 18:59

Lucian queria entender o mistério que parecia girar por trás daquilo, o cheiro dela era diferente mais porque isso, Aled tentou continuar dizendo que ela nascera assim, dizendo que não sabia se controlar como se fosse uma doença, e quando ela se transformou pela primeira vez, a mente de Lucian tentava entender qual doença poderia causar tal anomalia, já que ela parecia estar muito bem.

Quando as palavras de Aled se calaram Throst continuou a sincronia dos dois era assombrosa, ele disse que Hannah se transformou apenas quando ficou em perigo, é uma dela havia sido cercada por caçadores, junto ao seu afilhado, Lucian direcionava a atenção ao grande homem enquanto continuava seu trabalho.

Ele disse que achavam que tenha sido este o ponto que a fez travar, como se negasse esta parte dela, como se fosse uma maldição ele tragou seu cigarro parecendo uma chaminé, Lucian Ignorou a fumaça, dizendo que ela era problemática de início ao fim, notou o olhar entre os dois, o que dizia que não conseguir mais que aquilo deles.

― Entendo... Mais agora estarão com a gente e sendo assim iremos ajudar, por muito tempo os nascidos ou transformados achavam que isso era uma maldição, uma sina, até mesmo eu por um momento queria ser apenas normal, então entendi que o que somos é necessário possuímos a força para fazer a diferença, então precisamos fazer.

Lucian terminou de arrumar tudo e olhou para os dois.

― Creio que só preciso ir ao quarto do Jhaeson arrumar as coisas e acertar com a pensão e ai podemos ir, mas precisarei se cinco minutos antes de irmos, tem algum problema para vocês?

Lucian Daiki
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 69
Reputação : 1
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Jhaeson Blayke em Sab 18 Jun 2016 - 19:22

Jhaeson enquanto falava sobre as mudanças que todos sofriam lembrou da caçadora que havia sido transformada,  ela não entrou em contato com ele, de duas uma ou ela não queria ser realmente ajudada, ou decidirá se matar, alguns caçadores optavam por esta escolha quando  eram mordidos, os mais covardes, se isolavam até serem mortos por outros caçadores.

Assim que Hannah falou voltou de seus devaneios, ela disse que se perguntava o que o pai pensaria se a visse, aceitando entrar em um outro bando, que aceitam humanos em seu meio, certamente não se orgulharia, ela ajeitou o casaco.

― Olha na conheci seu pai e não posso dizer de fato o que pensaria, mais como pai, acredito que ele iria querer o melhor pra você é o que todo pai quer para seus filhos, eu sei disso eu perdi o meu no mar... vê-lo morrer sem fazer nada não foi fácil, sobre a parte dos humanos tudo depende de que ângulo que se enxerga. .

Assim que se calou ela disse que não era como se colocasse todos os humanos como mal, mas que muitos se transformavam neste mal, ela deu um exemplo sobre as crianças que brincam dizendo serem filhos de caçadores, ou quem sabe vampiros, que nunca feriram ninguém, mais que ele saberia que seguiriam seus pais, ela olhou nos olhos de Jhaeson.

― Esta enganada... Não seguimos os passos dos nossos pais, seguimos parte do que nos é ensinado, quando conhecemos outra forma temos a proposta da escolha, nem sempre somos reflexos dos nossos pais, por isso buscar nossa própria identidade e caminho é importante. .

Com uma voz quase sussurrada, ela perguntou se seria capaz de mata-las com um sorriso no rosto, se teria orgulho deste ato ao vê-las gritar, indefesas e ignorar o pedido de socorro, ou se invadiria as casas de alguém atrás de algo que ele soubesse que era verdade.

Jhaeson não titubeou, ao responder. ― Para proteger o que me é importante eu faria o que fosse necessário, mais sorri ao matar, eu não sinto prazer nisso, até quando perco o controle o desejo de matar que sinto, é parte do meu lado animal, ligado a preservação é fome, nunca satisfação, fiz coisas das quais não me orgulho, mas matar crianças que não fizeram nada, apenas cogitando o que eles poderiam a vir se tornar seria um ato de crueldade que não teria justificativa... .

Ela colocou a mão nos bolos e esboçava um sorriso sem animo, o chamado para ir é não deixar os outros esperando, enquanto começava a caminhar Jhaeson se, pois a seguir dizendo que ele deveria está fazendo as malas, ele sorriu a acompanhando lado a lado.

― Sim deveria, mas não tem problema Lucian deve arrumar afinal não desfiz muito da minha mala, cheguei aqui por acaso seguindo um rastro que acabou se perdendo, então não se preocupe.

Jhaeson Blayke
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 219
Reputação : 1
Data de inscrição : 22/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Hannah McGraw em Sab 18 Jun 2016 - 20:15

Os dois lobos conseguiram o que queria, complicar a cabeça de Lucian até ele se perder e não conseguir fazer mais perguntas, mas ele havia entendido errado, ela não se via como uma maldição, ela via o lado animal dela como um inimigo.
 
Albion garantiu que fará de tudo para dar um jeito nela... E pelo visto logo você vai entrar na dança para domar Hannah ― Disse Throst se divertindo com a historia toda, já Aled se manteve calado em um canto.
 
O Alfa acabará de arrumar as mala, agora só faltava as de Jhaeson. Como se não fosse algo serio, disse que arrumaria as de Jhaeson e depois precisaria de cinco minutos para resolver um assunto.
 
Como Hannah não ficará sozinha, você e Lydia também não ficaram... Throst o acompanhará até todos nos reunirmos... Não quero dar sorte ao azar... Mesmo que não goste, não terá opção, são ordens diretas do seu pai ― Provavelmente Lucian iria resmungar ou até reclamar, mas o olhar dele não era de quem iria abrir mão.
 



Jhaeson estava sendo sincero comigo, falou sobre a morte de seu pai. Ele falou sobre o fato de seguir ou não os passos dos nossos pais, ele havia entendido onde eu queria chegar! Falou que seguíamos nossos próprios passos. Ele continuou falando que se precisasse matasse crianças iria fazer, porem nunca se orgulharia em fazer isto.
 
Sabe Jhaeson, os humanos fazem isto... No dia estavamos eu, meu irmão e o filho do Aled, Rick... Nos separamos do meu irmão e estávamos procurando por ele, mas eles nos atacaram apenas porque somos lobos... Rick foi assassinado enquanto tentava me proteger e eu fui encontrada a beira da morte... Tínhamos quinze anos na época... ― Minha voz soou seca e sem sentimentos ― Ainda lembro do sorriso maligno, das risadas... Pena que nem todos pensam como você a respeito do nosso destino ― Disse piscando um olho para ele.
 

Então ele disse que não tinha o que me preocupar sobre suas malas. Dei os ombros sobre isto, era apenas uma curiosidade momentânea. Seguimos por mais algumas quadras, até dobrar a esquina e parar em um beco, na terceira casa entrei em um túnel que levava ao sub solo de um prédio antigo, dando em uma porta de metal. Bati três vezes com força e esperei. 

Hannah McGraw
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 94
Reputação : 1
Data de inscrição : 02/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Lucian Daiki em Sab 18 Jun 2016 - 20:52

Lucian esperava um debate sobre não terem tempo ou que deveria priorizar as coisas, mais o primeiro a falar foi Throst, dizendo que Albion garantiu que fará todo o possível para dar um jeito nela, e que ele pelo visto logo entraria na dança.

O lobisomem sorriu para ele ser muito divertimento em seu rosto.― Se meu pai garantiu pode acreditar que ele o fará e se precisar de minha ajuda eu farei isso, pode não parecer mais Jhaeson quando chegou ao bando tinha problemas com a metamorfose, diferente das histórias que dizem que os lobos só se transformam em noites de lua cheia, todo lobisomem consegue mudar de forma mesmo sem a lua, porem a mudança completa só ocorre na lua cheia, é quando o nosso poder está no auge, ele não conseguia aprender o gatilho a todo momento ele mudava de forma parcial e se descontrolava, mais meu pai conseguiu ajuda-lo tenho certeza que fará o mesmo por ela.

Em seguida como se mudasse de assunto foi Aled que falou voltando aos assuntos dos minutos pedidos de Lucian, que assim como Hannah não ficaria sozinho, nem mesmo Lydia ficariam, que Throst iria acompanha-los, até que todos estivessem juntos, ninguém ficaria sozinho, finalizando que mesmo que ele não gostasse eram ordens do seu pai.

― Aled não sou uma criança eu entendo os riscos, é para que fique claro eu pedi cinco minutos sozinho, não que eu sairei por cinco minutos, após tudo resolvido e os outros voltarem, quero ficar em meu quarto cinco minutos, enquanto vocês arrumam as malas no carro se a Hannah conseguir e claro, apenas isso nada vai acontecer aqui ou vai?

Olhou para Aled como se o confrontasse, afinal Lucian estava ali a um tempo e entendia melhor do que ninguém o terreno que estava pisando, porem entendia o lado dele, ele queria apenas que o lobo entendesse que ele precisava de seu tempo, por mais curto que fosse.

Lucian Daiki
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 69
Reputação : 1
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Jhaeson Blayke em Sab 18 Jun 2016 - 20:54


Enquanto caminhava, Jhaeson percebia o quão certo a garota parecia de seus caminhos, ela não hesitava como se já conhecesse todo aquele lugar, após alguns instantes de silencio, ela falou dizendo que os humanos fazem coisas cruéis, relatando o que ocorreu com ela, o irmão e o filho de Aled, que eles haviam se separados do irmão e os estava procurando, quando foram atacados apenas por serem lobos.

A voz dela parecia conter certa amargura enquanto falava que seu amigo havia sido assassinato enquanto tentava protege-la, e que mesmo assim ficou à beira da morte dizendo que tinham apenas quinze anos, aquele era um trauma muito profundo para se adquirir tão jovem.

Ela disse lembrar do sorriso deles, finalizando ao dizer que nem todos pensavam como ele ao respeito do destino, ela piscou para ele, o que parecia dizer que aquele assunto estava encerrado.

Seguiram por algumas quadras, até dobrar uma esquina, Jhaeson nunca tinha passado por aqueles lados, era um beco, na terceira casa ela entrou em um túnel, enquanto Jhaeson a acompanhava atento para o subsolo.

― Você parece conhecer bem este lugar, já esteve aqui?― Perguntou quanto ela parou em frente a uma porta de metal e bateu três vezes fazendo o metal ecoar sobre a terra.

Jhaeson Blayke
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 219
Reputação : 1
Data de inscrição : 22/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Hannah McGraw em Sab 18 Jun 2016 - 21:23

Como esperado, Lucian relutou e resmungou, falando que não era mais criança e parecia se conter para não ser mais agressivo ou indelicado. Mas aquilo era algo que Aled não abria mão, havia prometido que tomaria conta do filho de Albion e assim seria, já perdeu um filho para saber qual seria a dor que poderia ser causada caso ele falhasse.
 
Você não é mais criança, mas é um Alfa... De nós cinco, você e Hannah seriam os primeiros a serem atacados, primeiro porque você é um Alfa segundo porque o cheiro da Hann é diferente... ― Disse Aled firme olhando fixo para o garoto. Ele via Lucian como uma criança, teimosa além de tudo! Mas ainda sim aprendeu a lidar com a pupila que era temperamental como Lucian, talvez um pouco mais até ― Sobre as malas, terá Hannah, Jhaeson, Eu, Lydia... Pra que mais um? Throst não é alguém organizado... Longe disso... Mas então, única escolha que você tem é quem vai te acompanhar...


 
Jhaeson era quieto, até de mais! Aquilo era irritante, mas para não ser indelicada continuei sem os fones. Mas quando finalmente ele resolveu abrir a boca, foi para perguntar se eu já estive na Grã Bretanha, olhei para ele e sorri.
 
Obvio! Aqui é um lugar bastante movimentado por criaturas como nós ― Disse dando mais uma pancada na porta ― Moramos aqui por dois anos... Minha casa ficava a quatro quarteirões daqui e como uma apaixonada por carros e motos, acabei por me meter com pessoas com passados.... Questionáveis? ― Disse com um leve sorriso de diversão nos lábios.
 
Eu escutava os corações vindo do outro lado da porta e certamente aquilo me irritava. Acabei chutando a porta causando um belo estrondo que ecoou pelo túnel, meus os olhos brilharam pela falta de paciência ― Abre essa maldita porta antes que eu a ponha a baixo, bando de inúteis! ― Então escutei o barulho das trancas se movendo para abrir.
 

Hann! Qu-quanto tempo! ― Disse um garoto por volta dos vinte e quatro anos, era moreno com olhos escuros ― Seu tio não falou que eu vinha? ― Perguntei cruzando os braços, ignorando as “boas vindas”, mas os olhos do garoto se fixaram no meu acompanhante e minha resposta morreu na garganta do garoto. 

Hannah McGraw
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 94
Reputação : 1
Data de inscrição : 02/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Lucian Daiki em Dom 19 Jun 2016 - 11:25

Lucian olhou para Aled, mesmo com a explicação dele ser um alfa, e tudo mais, é o cheiro da Hannah tal preocupação além de desnecessária era inútil, porque caso fosse vampiros, eles não atacariam a luz do dia, se tivesse algum humano que viesse ao seu mando não seria capaz, no pior dos casos seriam os caçadores que não teriam chance com tantos lobos perto.

Os olhos de Aled se firmaram nos de Lucian, ele argumentou que para as malas teriam muitas pessoas, e que não precisavam de Throst para isso, e que a única escolha que ele tinha era quem iria acompanha-o.

― Como eu disse... Preciso de cinco minutos para mim,Throst não vai me acompanhar porque estarei na pensão, casa isso o acalme que ele fique na recepção,  e me espere lá, pois o que preciso fazer diz respeito a algo particular meu, isso será o  tempo de arrumar as coisas ara partir.

Lucian não abriria mão deste tempo, ele precisava resolver pelo menos parcialmente a sua situação com Rhiannon, já que ele não estaria ali quando ela voltasse, pois ele acreditava  sim que ela conseguiria escapar, ela retornaria a pensão  nem que fosse para pegar seus pertencesses.

Lucian Daiki
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 69
Reputação : 1
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Jhaeson Blayke em Dom 19 Jun 2016 - 11:29

Jhaeson esperou a resposta dela, que veio após as batidas na porta dizendo que aquele era um lugar muito movimentado por diversos tipos de criaturas, ela bateu com mais força na porta, era evidente que quem estivesse ali estava com medo.

Ela disse que morou por uns dois anos ali, que sua casa ficava a quatro quarteirões dali, e revelando sua paixão por carros e motos, assim como as más companhia que arrumou, um sorriso se desenhou em seus lábios.

Do outro lado os batimentos acelerados eram fortes, por isso não tinham como fingir não ter ninguém ali, Hannah chutou a porta que fez mais que um belo barulho, amassou a porta de metal, seus olhos brilharam azuis, como se começasse a perder o controle.

Sem animo ela apenas disse para abrir a porta, antes que ela a colocasse a baixo, Jhaeson não duvidava que ela faria mesmo aquilo, aquela ameaça não era vazia, logo as trancas se destravaram e a porta se abriu, um garoto de pouco mais que vinte anos, moreno com olhos escuros cumprimentou Hannah, ela disse ainda irritada se o tio dele havia avisado que ela vinha.

Jhaeson apenas observava o dialogo dos dois, enquanto se colocava mais próximo dela caso alguma coisa desse errado.

― Hannah, não podemos demorar muito, acredito que seus tutores tenham certa pressa de sair daqui.

Jhaeson Blayke
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 219
Reputação : 1
Data de inscrição : 22/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Hannah McGraw em Dom 19 Jun 2016 - 19:35

Tanto Aled quanto Throst estranharam aquele grande segredo que Lucian tinha para querer tanto cinco minutos a sós, para azar dele Aled não estava querendo arregar ao contrario de Throst, que não queria ver uma briga entre os dois. Quando Aled foi abrir a boca, Throst o interrompeu.
 
Certo Lucian... Você perguntou duas coisas para nós, mesmo não sendo direto ao ponto, nós te respondemos... Na primeira oportunidade que tem, desejas continuar com segredos... Porem, desta primeira vez até posso concordar, irei aguardar no corredor... Assim você terá seu tempo e Aled ficará satisfeito... ― Disse o único que parecia não ligar para tudo que estava acontecendo.
 
Aled ficou estático olhando para Throst e concordou com um aceno de rosto.
 


Senti Jhaeson se aproximar de mim, como se eu fosse perder o controle e tentar matar o garoto na minha frente, olhei para ele surpresa. Ele falou que tínhamos pressa, mas não era eu a culpada!  Então olhei de volta para o garoto que terminou de abrir a porta.
 
Ali era a entrada dos fundos de uma oficina, era bem iluminada porem nada organizada ou moderna, o cheiro de graxa tinha por toda a parte junto com o óleo de motor. Mais distante de onde estávamos possuía uns carros cobertos por lona e mais a frente da porta um sofá onde estava uma garota, com pouco mais de dezessete anos... Ou dezoito.
 
Seus tios estão na cidade também?! E quem é este?! ― Ele pareceu assustado e olhando de um para outro, parecia nervoso, mas não era apenas por minha causa.
 
Sim... é... ― Podia falar que era um simples amigos, mas porque perder a oportunidade de zuar Jhaeson? Puxei Jhaeson e abracei o braço dele, com um sorriso um pouco sínico respondi ― Meu irmão!
 
Tu não quer que eu realmente acredite nisso né? ― Disse ele dando as costas, seu coração batia rápido, estava nervoso e com medo ― E não quer que eu acredite que ela seja sua prima, né? Agora Chega de ladainha... Cadê minha caminhonete?! ― Soltei o braço de Jhaeson, e segui pela garagem. Parando enfrente a um dos carros com lona, ao retirar era uma picape Duster igual dos meus tios, mas preta ― Disse que não queria uma nova... Chamam a atenção além de possuir muitos rastreadores e GPS...
 

Não quer ser encontrada para onde vai? ― Resmungou ele, abrindo o capo da picape ― Está em perfeito estado! ― Eu tirei o casaco e entreguei para Jhaeson, fiz um coque no cabelo e subi no para-choque  ― E o numero do chassi está raspado porque? Não quero algo roubado! ― Disse sem olhar para o garoto, apenas olhando o motor, mas via que ele não gostava da minha atitude, porem não poderia pegar algo roubado além de ter rastreadores, precisava de um carro antigo. 

Hannah McGraw
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 94
Reputação : 1
Data de inscrição : 02/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Lucian Daiki em Dom 19 Jun 2016 - 20:48

Lucian precisava  deixar tudo acertado mesmo que fosse apenas uma maneira simples e covarde de explicar para Rhiannon que ele teve que sair, e não fora ao seu resgate, ele sentia seu peito apertar apenas por pensar nisso.

As palavras que vieram foram de Throst, ele não possuía mais seu ar brincalhão, olhou para Lucian e disse que ele fez as perguntas e teve as respostas, mesmo não sendo diretas, mais que ele continuava com segredos, de fato ele continuava, não teria como ele dizer ou tentar explicar algo que nem mesmo ele entendia.

Throst concordou e esperar no corredor... dizendo que ele teria seu tempo. Lucian Olhou de Throst para Aled.

― Sei que isso pode parecer infantil, ou até mesmo  desnecessário, mais tem uma coisa que preciso fazer, não é que seja um segredo é que ainda não é momento de contar tudo, preciso colocar algumas ideias em ordem.

Se virou para Lydia, que parecia apreensiva quase como se imaginasse quando eles entrariam em confronto.

― Lydia Fique aqui com Aled, vou ao quarto de Jhaeson arrumar as coisas dele, não precisamos todos irem junto, Throst pode me acompanhar, assim todos ficamos em dupla. Pode ser?― Olhou para Aled esperando para ver se ele iria se impor.

Lucian Daiki
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 69
Reputação : 1
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Jhaeson Blayke em Dom 19 Jun 2016 - 20:52

Jhaeson ficou observando a jovem falar com o garoto enquanto entravamos, o lugar era uma oficina, com cheiro de graxa, havia alguns carros cobertos por lonas, em um sofá havia uma jovem que pouco se moveu.

O garoto perguntou se os tios estavam na cidade perguntando quem era Jhaeson, ela respondeu de forma automática, finalizando ao agarrar o braço de Jhaeson e dizendo com um sorriso que ele era o irmão dela. Aquilo o pegou de surpresa mais não contradisse o que ela falará.

Ele pareceu não acreditar, ela por sua vez retrucou ao falar da garota, e o apressando a entregar o carro o coração dele batia acelerado, ela soltou o braço do lobisomem e caminhou pela garagem acompanhando o garoto até um dos carros que teve a lona retirada, era uma picape, ela disse que não queria uma nova para não chamar atenção, ou como ser rastreada.

O garoto resmungou perguntando porque ela não queria ser encontrada, mudando de tema dizendo que o carro estava em bom estado, sem cerimônia Hannah removeu seu casaco entregando a Jhaeson, fazendo um coque subiu no veículo. Falando sobre o chassi, e se o carro era roubado.

― Então garoto, ela te fez uma pergunta o carro é roubado?― O tom era firme, mais seus ouvidos estavam atentos aos batimentos dele para saber se mentiria.

Jhaeson Blayke
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 219
Reputação : 1
Data de inscrição : 22/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Hannah McGraw em Dom 19 Jun 2016 - 22:03

Lucian falou que aquilo que fazia poderia ser infantil ou desnecessário, que não iria contar tudo ainda pois não era o momento certo. Aled parecia aborrecido, e estava irritado. Desde que saíram de Amsterdã Albion tinha esse habito de não contar as coisas e parecia que Lucian compartilhava do mesmo mau, para alguém acostumado a saber de tudo que ocorria em um bando era irritante o que os dois faziam, ainda mais esperassem cooperação dele.
 
Throst por outro lado parecia não se importar, mas estava ciente do jogo que os dois Alfas faziam, também não gostava, mas como Hannah deixará claro para Albion: Era uma via de duas mãos.
 
Lucian se virou para Lydia, e disse para a mesma continuar no quarto junto a Aled, que não precisavam continuar juntos para arrumar as malas, Aled deu os ombros se segurava para não acabar em um confronto com o garoto. Throst então se levantou ― Vamos logo que o tempo corre... Não quero almoçar em um restaurante de beira de estrada! ― Sempre via o melhor lado, isto quando não estava irritado. Abriu a porta e esperou Lucian sair primeiro.
 
Vai querer os cinco minutos agora ou depois que arrumar as malas do seu colega?
 



Quando Jhaeson falou, deu um ar mais assustador a minha fala, a-d-o-r-e-i-! O coração do garoto se agitava e seu corpo parecia ficar mais rígido, suava frio... O cheiro não era dos melhores, ainda mais misturada com o óleo.
 
Não sei do que está falando! ― Não precisava ser nenhum ser sobrenatural para ver que ele mentia descaradamente. Me virei descendo do para-choque e olhei para ele ― Acho que você lembra o que meu tio fez com teu irmão... Jhaeson pode não saber se controlar tão bem ― Disse piscando para ele, adorava assustar humanos! ― É roubada! ― Disse ele engolindo a seco olhando para Jhaeson e levantando as mãos.
 
Caminhei pelos carros procurando um em especifico, levantava parcialmente até achar. Uma caminhonete antiga bordo ― Uma F-4000? ― O garoto estranhou ― Porque você iria querer isso?Porque ela é boa? ― Abri o capô como na outra, olhando o motor ― 150cavalos... E é espaçosa... Três pessoas na frente e três atrás... Sabia que você teria o que eu queria ― Sorri para ele, olhando para Jhaeson ― Né?
 

Se você quer uma velharia dessas... Pode levar, mas não dou retorno de dinheiro! ― Disse ele nervoso parecendo ir contra mim. 

Hannah McGraw
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 94
Reputação : 1
Data de inscrição : 02/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Lucian Daiki em Seg 20 Jun 2016 - 16:45

Lucian percebeu a mudança de Aled, quanto ao seu pedido, Lucian odiava ter que se impor pela força ou pelo que era, ele preferia quando escutassem por seus méritos, mais Aled não o conhecia e não poderia obriga-lo a entender, porem não poderia agir como um  obediente servo, ele era o alfa.

O grande homem se levantou, parecendo aborrecido, o chamando para irem logo, que não queria almoçar em  um restaurante de beira de estrada, ele abriu a porta é esperou Lucian sair, do lado de fora ele perguntou se gostaria de cinco minutos antes ou depois de arrumar as coisas.

― Será depois que arrumar tudo é deixar tudo pronto, depois disso terei meu  tempo, e logo em seguida partiremos sem mais contratempos espero eu.

Lucian Daiki
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 69
Reputação : 1
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Jhaeson Blayke em Seg 20 Jun 2016 - 16:49

As palavras saíram mais firmes do que o esperado,  mas manteve o olhar no garoto, mais um pouco de pressão e seu coração sairia pela boca, para os humanos era natural sentir o instinto de preservação diante de uma ameaça mortal, mesmo quando a mente tentava gerar uma justificativa para seu medo.

Assim que Hannah falou o que o tio dela fez com o irmão dele, Jhaeson se perguntou o que seria, dizendo que ele poderia não saber se controlar, no mesmo instante ele cedeu revelando que era roubado, apenas confirmando o que sabíamos.

Sem cerimônia ela caminhou  como se procurasse algo, ate  chegar em uma caminhonete antiga vermelha escura, ela falava como se conhecesse tudo sobre o carro o garoto não entendia o fascino dela,  dizendo que ela poderia levar mais que não teria reembolso.

― Então este é o veiculo que levaremos? ― Perguntou Jhaeson despreocupado?

Jhaeson Blayke
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 219
Reputação : 1
Data de inscrição : 22/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Hannah McGraw em Seg 20 Jun 2016 - 18:36

Ficando sozinho com Lydia no quarto os movimentos de Aled foram drasticamente reduzidos, não haveria muito o que fazer ou falar, apenas esperar pelos outros dois terminarem de arrumar as coisas. Pensou em ir tomar um café, mas sabia que Throst iria parecer uma criança ao saber que foi comer sem levar o colega, ajeitou a jaqueta e fechou a janela para o quarto não ficar tão gelado e então foi se sentar na poltrona que seu colega estava sentado, olhava para Lydia e para o celular que puxou do bolso, aquela espera seria um grande martírio para o velho guerreiro, que sempre gostou de agitação a aquele momento pacato que se encontravam.
 
Throst por outro lado, estava com um garoto tempestuoso, mais teimoso que Hannah, que pensava ser dono do mundo e nada poderia o atingir, Throst já vivera por demais e já enfrentou milhares de desafios, sabia que Aled levava a serio uma missão e Lucian o diminuía neste quesito ao dizer que não precisava, por isto aquele atrito. Após um confronto direto com Albion, sabia que um fruto não caia longe da arvore e logo Lucian agiria como seu pai, atacando antes e perguntando depois. Limitou-se a entrar no quarto de Jhaeson sendo guiado pelo lupino e se sentar novamente em uma das poltronas que o quarto possuía. Em vez de acender um cigarro, desta vez pegou um cantil de inox, rosqueou a tampa e tomou um gole olhando para a janela em silencio.
 



O lobisomem parecia um robô, controlando e ponderando suas ações, era estranho aquilo, Lucian e Jhaeson eram muito controlados para a idade deles, seria isto que sobrava a batilhas que dividiam o território com humanos? Respirei fundo ao escutar a resposta dos dois, um não iria me reembolsar e o outro queria ser rápido... Homens...
 

Uma coisa de cada vez... M-a-n-i-n-h-o ― Disse pausadamente, me divertindo com aquilo tudo ― Ligue ela... A chave deve estar na ignição, preciso ver se ela funciona e não vai dar problema na estrada... Enquanto você ― Olhei para o humano ― vá arrumar um estepe novo que provavelmente o que está nela não deve ser bom... ― O garoto abriu a boca para retrucar, mas eu já o interrompi ― Eu já trabalhei aqui... Não me faça de idiota!Você é irritante, sabia? 

Hannah McGraw
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 94
Reputação : 1
Data de inscrição : 02/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Lucian Daiki em Seg 20 Jun 2016 - 23:09

Lucian saiu do quarto caminhando poucos passos até o quarto de Jhaeson, a porta estava destrancada, a janela trazia uma luz opaca ao ambiente, Throst assim que entrou, sem esperar qualquer convite e se sentou na poltrona semelhante ao quarto de Lucian, retirou um cantil escondido sabe-se lá onde e desenroscou a tampa levando o liquido a boca enquanto olhava para a janela.

― Você está cansado? Está sempre sentado... É todos estes vícios, apesar disso não lhe matar tenho certeza que faz mal mesmo com a cura acelerada de seu metabolismo...

Disse Lucian sorrindo em um tom mais leve procurando a bolsa de Jhaeson a encontrou no canto atrás da porta, e a jogou na cama olhando para Throst.

― Você vai me dizer qual o problema do Aled, ou ele é sempre assim com todos?

Perguntou Lucian abrindo as gavetas da cômoda.

Lucian Daiki
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 69
Reputação : 1
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Jhaeson Blayke em Seg 20 Jun 2016 - 23:11

Hannah parecia se divertir com o medo do garoto, com a pergunta de Jhaeson, ela apenas disse uma coisa de cada vez, dando ênfase no “maninho”, pediu para ele ligasse o veículo para ver se funciona ou se havia algum problema, que a chave estava na ignição.

Jhaeson não questionou foi até o veículo e abriu a porta, como dito a chave estava na ignição, ela se direcionou ao humano, não pedindo mais ordenado que ele  arrumasse um estepe novo que o que estava no carro não  deveria ser bom, Jhaeson o viu abrir a boca para dizer alguma coisa, mais fora cortado por ela, dizendo que sabia como funcionava, já havia trabalhado lá, o chamando de idiota.

Se ele sabia o que ela era, naquele momento não importava, ele disse que ela era irritante, isso arrancou um sutil sorriso de Jhaeson.

― Posso ligar o carro? Ou você quer fazer alguma preparação especial?


Jhaeson Blayke
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 219
Reputação : 1
Data de inscrição : 22/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Hannah McGraw em Ter 21 Jun 2016 - 3:50

Os olhos negros e cansados do velho lobo pousavam sobre o garoto. Aquela pergunta não era surpresa e muito menos o incomodava, terminou o gole de whisky e com toda a calma do mundo a rosqueou de volta, enquanto via o jovem lupino parecer perdido atrás da mala do colega.
 
Infelizmente não faz o efeito desejado... ― Disse ele guardando a garrafinha no bolso interno do casaco ― No acampamento era acostumado a treinar os mais novos, a fazer missões... Outras horas colocando juízo na cabeça do Matt ou o acalmando de alguma confusão que os filhos aprontavam... Nas horas vagas ficava com minha esposa... Ela não pode ter filhos, mas era ciumenta que só! Vivia brigando por isto e eu amava sua feição irritada... ― Disse se lembrando com um sorriso bobo nos lábios, seu tom de voz deveria ser triste, mas estava longe disto, era carinhoso como se até mesmo os problemas eram bons ― Tempo livre para mim era algo muito raro e nem gostava! E quando a aldeia foi destruída, parece que uma parte de mim morreu com ela... Minha esposa, Matt... As crianças que eu era duro de mais... Isto era para ser um escape para tudo isto, mas no fim... O efeito não dura nada... Mas o gosto é bom...
 
Lucian acabou achando a mala e a jogando encima da cama, então foi ao papo mais serio, aquela mania do garoto de amaciar antes de abocanhar era peculiar, perguntou sobre Aled, fazendo Throst sorrir e achar graça.
 
Ele não é assim, na real ele é o mais responsável e sensato dos três... Podem ter varias explicações, mas a única que consigo pensar é este mistério que tu tens, somado ao que teu pai fez em Amsterdã desencadearam esta irritação nele... ― Disse ele se sentando para frente, apoiando os cotovelos nos joelhos ― Somos guerreiros e não confiamos em humanos... Teu pai deixou toda informação com a tua amiga, isto irritou a ele e a Hannah... Confiança é algo básico em um bando... Então Lydia fez aquele comentário de Hannah e para piorar, você veio com todo este mistério e, desculpe dizer, marra e jeito infantil... Lucian, somos guerreiros, não crianças sentimentais que precisam de um tempo sozinho... Tempo para pensar é algo que não faltará na estrada... Mas como você necessita disto, terás ― Os olhos do lobo continuavam nas costas do lupino.
 



Se eu não fosse irritante você se apaixonava ― Disse piscando o olho para o garoto, com um sorriso nos lábios, ele virou os olhos e foi trocar o que eu pedi.
 

Pode ligar... Espero que esteja tudo ok... Assim vamos embora agora ― Apoiada na lataria do veiculo, olhando para o motor. Parecia estar em bom estado, mas se a viagem era longa seria ruim se algo estivesse ruim, olhei para ver se o garoto estava mesmo longe para então prestar a atenção no motor, usaria minha audição para ver se tudo funcionaria como desejado, esta era uma das vantagens de não ser humana. 

Hannah McGraw
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 94
Reputação : 1
Data de inscrição : 02/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Lucian Daiki em Qua 22 Jun 2016 - 8:37

Assim que terminou sua bebida fechou o frasco e guardou, ele disse que a bebida ou o cigarro não possuía ter o efeito desejando, enquanto guardava a o cantil no bolso, ele explicou que ele era uma espécie de instrutor dos mais jovens, ou em missões de campo, ou agindo como conselho de Matt, ou seus filhos isso fez Lucian se lembrar de seu passado.

Ele falou de sua esposa, e que não poderiam ter filhos, mais que a amava principalmente o ciúme que ela possuía que vivia brigando com ele, um sorriso surgiu nos lábios do grande homem, a sua voz aos ouvidos de Lucian não pareceu tristeza mais apenas saudade.

Completou dizendo que tempo livre naquele tempo era raro, e quando a aldeia fora destruída, parte dele morreu junto, assim como a esposa, Matt e todos aqueles que ele se importava, que os vícios era um escape que não trazia o efeito que ele queria, que não durava nada, mais que o gosto era bom, Lucian sabia que o álcool se dissipava rapidamente do metabolismo acelerado.

Voltando para a realidade do momento, ele falou que Aled não era sempre assim, que dos três era o mais responsável, é a postura dele pode se dar por diversas razões, dizendo que o que o pai dele disse em Amsterdã, assim como os segredos que o própria Lucian tinham o irritavam.

― Todos nós temos segredos, acredita mesmo que engoli completamente tudo que me foi dito? Pode ter seu fundo de verdade mais sei que a coisa é mais profunda porem me atentei a esperar, isso é novo para todos e sei como ele se senti, mas precisa saber esperar... Para alguém sensato e responsável é o mínimo.

Se ajeitando Throst continuou como se quisesse deixar seu ponto bastante claro, dizendo que eram guerreiros, e não confiavam nos humanos aquilo não surpreendia Lucian,  ele continuou dizendo que  Albion deixou todas as informações com Lydia, e isso irritou Aled e Hannah, que confiança era algo básico em um bando, esta era uma colocação que Lucian concordava.

Falou que Lydia fazer um breve comentário enquanto parecia preocupada com ela, era uma atitude que não deveria ser motivo para tal humor, por fim disse que os mistérios de Lucian, marra e jeito infantil, que eles eram guerreiros e não crianças.

― Throst, respeito o jeito que pensam, o que você diz que seja marra eu digo que é um posicionamento, como disse confiança é o básico, sendo assim ela precisa ser sólida para sustentar todo o resto, confiança não se ganha do nada, vocês sabem e entendem isso, vocês também não confiam ainda em nós para exigir ainda tal direito. Não sei como era em seu bando mais tempos uma forma diferente de agir.

Lucian olhou para Throst para reforçar suas seguintes palavras.

― Não me entenda mal, sei que querem o melhor é devem ter passado por muita coisa, quase todos os lobos são guerreiros mais nem todos passaram pelo que vocês passaram, quero aproveitar isso da melhor forma que conseguirmos para os dois lados, se acha que minhas escolhas são infantis, respeito sua visão mais não me trate como criança eu não sou uma, mesmo os melhores guerreiros necessitam de sentimentos, e isso que nós separa dos demais, é isso que faz nossas jornadas valerem apenas, saber porque lutamos.

Suspirou coçando a cabeça. ― O meu tempo é necessário, pois como disse perdi uma “amiga”, ela foi levada, mais tenho a sensação que alguém vai ajuda-lo mesmo que não seja eu, porém não posso sair daqui sem fazer ou dizer nada... Este tempo é para que possa escrever uma carta e deixar aqui caso ela retorne...

Olhou para longe da janela como se focasse no nada.

Lucian Daiki
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 69
Reputação : 1
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Jhaeson Blayke em Qua 22 Jun 2016 - 8:47

Jhaeson se ajeitou no banco do motorista, deixando a porta aberta, ouviu a jovem falando que  se não fosse irritante o garoto poderia se apaixonar por ela, assim que terminou piscou sorrindo para ele, enquanto ele dava as costas a ela saindo para buscar o que ela pedira.

Ela direcionou ate o carro, e disse que podia ligar, dizendo que esperava que estivesse tudo bem, pata assim poderem ir, Jhaeson a viu sumir na parte da frente depois disso, girando a chave na ignição, o motor engasgou por alguns segundos antes de rugir com força, enquanto fumaça saia do escapamento.

― Me parece que o problema deste carro seja a falta de óleo, e água no carburador, fora isso me parece bom é ai algo que esteja fora do que esperava?

Jhaeson Blayke
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 219
Reputação : 1
Data de inscrição : 22/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Hannah McGraw em Qua 22 Jun 2016 - 21:33

Throst tentava entender aquele garoto, mesmo dizendo que não era criança, ainda se portava como uma. Falou que não engoliu tudo o que os dois haviam dito, aquilo prendia a atenção do homem sentado na cadeira, era como se o garoto explodisse, que esteve se segurando até aquele momento.
 
Ele falou sobre confiança, sobre eles não terem com o bando de Albion para exigir tal coisa, o que estava errado, falou sobre o passado deles e até sobre não chama-lo de criança, que precisavam de sentimentos, pois era aquilo se os separava dos demais. Throst suspirou fundo, chegando até a fazer barulho e olhou para a janela.
 
Lucian, você está mais que certo... Você não faz a mínima ideia do que é perder quase tudo ― Disse ele se levantando e voltando a fitar o garoto. O velho lobo era grande e seu olhar era severo, mas ao mesmo tempo possuía um carinho escondido ― Disse que não confiamos em vocês... Mas saiba que eu confiei ao teu pai as coisas que eu mais amo na vida, mais que minha própria vida... Hannah e Aled são as únicas coisas que me fazem levantar todas as manhãs! Acredita mesmo que não passou mais de mil vezes na minha cabeça que a humana possa nos levar para uma emboscada? ― Dizia ele em um tom normal ― Eu confiei a Albion, como se confia em um Alfa... E mesmo assim ele nos escondeu muitas coisas.
 
Throst caminhou até o garoto colocando a mão no ombro dele ― Você diz não ser uma criança muitas vezes... Conheço você a menos de uma hora e já escutei da sua boca duas vezes... Não acha que tem alguma coisa errada? ― Uma pausa nas palavras para então continuar ― Você é um Alfa Lucian, não uma criança... Você é jovem e deveria escutar mais os mais velhos, mas ainda sim a palavra final é sua... Nem mesmo seu pai pode ignorar isto, só se lembre de que teu bando o seguirá de olhos fechados e um erro custará a vida de muitos que você ama e que te amam... Pare de pensar que deve agradar alguém, levante a cabeça e honre quem tu és, tenha orgulho da cor dos teus olhos e acima de tudo, confie em si.
 
Throst apertou de leve o ombro do garoto e então seguiu para a saída, sabia que era tempo de deixa-lo pensar, mas não sem antes alerta-lo ― Você diz que quer deixar um bilhete para ela... O que você fará se for outro a encontrar está carta? E usar ela contra você? Contra seu bando? Dificilmente ela escapará dos vampiros... Você disse que veio aqui para protegê-la, seu cheiro deve estar nela ou pelo menos você estava lá quando a levaram... Acha mesmo que ninguém usará esta fraqueza contra seu bando? Deixe a carta, porem esteja ciente que possa estar escrevendo ela com o sangue de quem lhe ama ― disse Throst abrindo a porta para se retirar.
  


Apenas de ouvi-la engasgar já era um bom sinal, pelo menos a elétrica estava boa... Como se já esperasse, acabou pegando, sendo um grande alivio para mim e uma surpresa surgiu logo depois, Jhaeson parecia entender de carros!

Desci do para-choque e segui para um armário de metal vermelho, minha pele estava começando a ficar gelada sem o casaco, mas não queria suja-lo ― Isto é bom... Você entende de carros... ― Disse abrindo e procurando o óleo certo, trocar seria desperdício de tempo, mas poderia completar até a próxima parada ― Poderia ir colocando agua para agilizar as coisas? ― Disse pegando uma garrafa plástica cinza de óleo lendo as instruções do rotulo.
 

Para caminhonetes e caminhões é o vermelho... ― Disse o garoto amarrando o estepe direito na caçamba ― É de família gostarem de latas velhas? 

Hannah McGraw
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 94
Reputação : 1
Data de inscrição : 02/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Lucian Daiki em Qua 22 Jun 2016 - 22:38

As palavras de Throst surpreenderam Lucian, muita coisa ele entendeu seu significado, mais outras ele não concordou, mais resolveu que havia forçado demais, quando o homem caminhou em sua direção o lobisomem teve certeza que ele iria soca-lo, mas para sua surpresa, colocou a mão em seu ombro, não foi um gesto agressivo.

Lucian olhou do ombro para Throst, e o viu  falar que ele era um alfa, que ele deveria ser apenas ele mesmo,  dizendo que seu bando o seguiria de olhos fechados, mas este era o maior medo dele, fazer a escolha errada que levasse todos a sucumbiram, finalizou dizendo que deveria ter orgulho da cor de seus olhos, e confiar nele mesmo.

O aperto no ombro foi de camaradagem, para logo em seguida seguir para a porta, parou falando mais algumas palavras, falou do bilhete e o perigo que o mesmo representava, dizendo que seria difícil a garota escapar dos vampiros, que o seu cheiro poderia ser rastreado, e nas entrelinhas dizendo que ela era uma fraqueza que poderia ser uma arma contra o bando.

― Não se preocupe... Ela é especial, acredito que esteja viva é sairá dessa inteira, não sei dizer como, ou porque mais eu sei, sobre o cheiro ela possui poções e ervas que impedem de rastrear o cheiro, a carta estará no quarto dela, só quem sabe que ela está aqui sou eu, Jhaeson e a mãe dela, ali dentro o cheiro se perde, mais caso os vampiros queiram atacar eles conheceram a força do me bando, você disse serem guerreiros mais nós também somos.

Falou terminando de pegar as coisas que encontrava de Jhaeson, olhando as gavetas e no chão jogando tudo dentro da mala.

Lucian Daiki
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 69
Reputação : 1
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Jhaeson Blayke em Qua 22 Jun 2016 - 22:41

Assim que Jhaeson perguntou ouviu Hannah dizer que aquilo era bom, meia surpresa de ele entender de carros, apesar de não ser muito aprendeu o suficiente para não ser passado para trás, para alguém que viajava sempre, as vezes dormindo a céu a perto ter um carro ajudava as vezes.

Ela saiu em direção a um armário vermelho, ela procurava alguma coisa ali enquanto remexia perguntava se ele poderia colocar agua no carburador para agilizar as coisas, ele desligou o carro, enquanto ela pegava uma garrafa cinza que parecia óleo, ao longe o garoto disse que o melhor óleo  para caminhonetes e caminhões eram os frascos vermelhos enquanto arrumava o estepe, perguntou se era de família gostar de coisas velhas.

― Nem tudo que é velho significa não ser boa, as vezes o velho segura a bronca bem melhor. ― Disse Jhaeson indo até uma torneira, para pegar um pouco de água.

Pegou um pequeno balde que havia sobre a pia e começou a enche-la.

Jhaeson Blayke
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 219
Reputação : 1
Data de inscrição : 22/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Hannah McGraw em Qua 22 Jun 2016 - 23:14

As palavras de Lucian apenas comprovaram que aquela que ele ariscaria o bando era uma humana e pior, uma tocada, fazendo Throst negar com a cabeça, seu olhar era de decepção, mas o garoto deveria saber o que fazia.
 
Lucian... Os vampiros não são idiotas, quer destruir um bando poderoso? Ataque o alfa, os deixem perdidos... Quem nos atacou sabia disto e assim acabaram com Matt e o filho... Os únicos que poderiam nos guiar... ― Ele segurou a maçaneta olhando para o garoto ― No atual, o bando esta nas suas costas... Se eles oferecerem a vida dela em troca de algo seu? Sua vida? Você seria capaz de dar as costas a ela? Não sei você, mas a mãe dela provavelmente não hesitaria em nos atirar aos leões para proteger sua cria ― O lobo não esperou reposta apenas saiu, esperaria no corredor como combinado, fumando outro cigarro, não sabia dizer se ele seria irresponsável como Caleb, colocar o coração a frente da razão o que o deixava inquieto... Seria sábio continuar com aquela historia, vendo todos os erros se repetirem?
 



Eu troquei as garrafas de óleo e voltei a caminhonete. O lobo havia respondido ao garoto me deixando livre de qualquer resposta. Busquei uma flanela e voltei ao motor, puxei a vareta do óleo e a limpei com a flanela, então introduzi e retirei para ver o nível. Estava abaixo do mínimo, então abri a garrafa e a tampa do reservatório para colocar no motor. Despejei com cuidado, o suficiente para preencher o que faltava. Repeti o movimento com a vareta e agora estava em um nível bom para uma viagem.
 

Oleo está Ok! ― disse indo lavar as mãos na mesma pia que Jhaeson estava enchendo o balde ― Falta pouco para me livrar de vocês? 

Hannah McGraw
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 94
Reputação : 1
Data de inscrição : 02/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Lucian Daiki em Qui 23 Jun 2016 - 22:04

Assim que terminou de falar, mesmo arrumando as coisas pode perceber o balançar de cabeça de Throst, ele disse que os vampiros não eram idiotas, que se quisesse destruir um bando poderoso bastava atacar o alfa, que quem atacou eles sabia disso, matando ele e seu filho os únicos que podiam nos guiar.

Com a mão na maçaneta, ele olhou para Lucian que voltou sua atenção a ele, dizendo que no atual momento o bando estava nas costas dele, e ele sabia muito bem disso, ele perguntou se eles oferecerem a vida dela, em troca de algo dele, como sua vida, se ele seria capaz de dar as costas a ela, Throst disse que a mãe dela poderia não hesitar em trai-los, pata proteger sua cria.

Assim que terminou de falar deu as costas a Lucian saindo do quarto, alguns instantes ele sentiu o cheiro do cigarro o que revelava que Throst estava do lado de fora fumando, o homem parecia uma chaminé.

Lucian sentou na cama, olhando para o piso... ― Throst... Você e um home cauteloso esperaria isso de Aled, apesar de parecer despreocupado possui uma força intensa, me pergunto qual mãe ou pai não faria qualquer coisa para salvar suas crias, não tenho dúvida que se houvesse esta escolha eu não a culparia, mas sua pergunta me fez pensar no que faria... A resposta que lhe daria seria simples, se houvesse que ser feita tal escolha eu criaria uma terceira opção.

Disse mais para si mesmo, sem se preocupar se ele escutaria seus pensamentos em voz alta, mais não importava, se levantou e apressou a pegar tudo, sem se preocupar em dobrar apenas lançou na bolsa, Jhaeson não carregava muita coisa o que foi fácil, alguns minutos depois Lucian saiu com a bolsa do amigo.

― Creio que agora, é só esperar Hannah e Jhaeson voltar, enquanto eles não chega, vamos levar as coisas para o meu quarto, você como prometido fica no corredor enquanto eu faço o que preciso... Ahhh poderia manter entre nós o lance da carta, falei a você porque você me pareceu aguem que poderia entender, pelo menos em parte.― Sorriu para ele.

Lucian Daiki
Lobisomens
Lobisomens

Mensagens : 69
Reputação : 1
Data de inscrição : 17/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grã Bretanha

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 9 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... 8, 9, 10, 11, 12  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum